Irã produzirá armas nucleares se for atacado, diz russo

O ministro das relações exteriores disse que outros países podem desenvolver armamento nuclear por conta de crise no Irã

Moscou - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou nesta terça-feira que eventuais ações militares contra o Irã podem levar o país a produzir armas nucleares.

'Não há informação de que as autoridades iranianas tenham tomado a decisão política de produzir armas nucleares, mas em caso de ataques, certamente vão tomá-la', afirmou Lavrov em entrevista a emissora de rádio russa 'Kommersant'.

O ministro acrescentou que a política de 'aumento da tensão' em torno do programa nuclear iraniano pode ser um motivo para outros países desenvolverem armamento nuclear.

Segundo Lavrov, alguns países vizinhos do Irã já admitem que o ex-ditador líbio Muammar Kadafi não teria sido deposto como foi se seu país tivesse à disposição armas nucleares.

Em sua opinião, as sanções contra Teerã 'criam mais ameaças ao regime de não-proliferação' de armas nucleares do que o reforça.

Além disso, o ministro advertiu que, em caso de ataque militar contra o Irã, seria impossível para a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) seguir inspecionando as instalações nucleares do país árabe.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.