Indianos fazem crocodilo de refém e pedem 50 mil rúpias como resgate

Moradores de uma aldeia na cidade de Midania ficaram indignados e pedem que o Parque Natural Dudhwa pague o resgate

Assustados e indignados após descobrirem um crocodilo de dois metros de comprimento em um canal de irrigação, moradores de uma aldeia do norte da Índia decidiram sequestrar o animal como resgate.

Segundo as autoridades, o réptil escapou de uma reserva natural próxima à cidade, após grandes enchentes na região na última terça-feira.

O crocodilo acabou na cidade de Midania, no estado de Uttar Pradesh. Os habitantes pegaram o animal e exigiram 50 mil rúpias (cerca de 570 euros) para devolvê-lo à reserva, relatou o responsável pela área do Parque Natural Dudhwa, Anil Patel.

“Precisamos de horas, com a ajuda das autoridades locais e da polícia, para convencê-los a libertar o crocodilo”, disse Patel.

Crocodilo índia Crocodilo amarrado: autoridades ainda tiveram de ameaçar levar os moradores à Justiça para que enfim soltassem o crocodilo

Crocodilo amarrado: autoridades ainda tiveram de ameaçar levar os moradores à Justiça para que enfim soltassem o crocodilo (AFP/AFP)

As autoridades ainda tiveram de ameaçar levar os moradores à Justiça para que enfim soltassem o crocodilo.

“Eles não tinham ideia de que o crocodilo é um animal protegido por lei”, explicou Patel.

“Precisamos educar mais as pessoas sobre os animais selvagens”, completou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.