Grã-Bretanha mobiliza aviões para operação na Líbia

Caças Tornados e Typhoons serão usados, além de aviões para reabastecimento aéreo e vigilância

Londres - A Grã-Bretanha começará em breve a enviar aviões militares para as bases de onde poderão ajudar a implementar uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia, disse nesta sexta-feira o primeiro-ministro David Cameron.

Cameron havia dito que as forças britânicas se uniriam à operação determinada pela ONU se o líder líbio Muammar Kadafi não suspendesse os ataques contra civis, e afirmou nesta sexta-feira que a comunidade internacional vai determinar em breve o que espera de Kadafi.

Cameron também participará da cúpula em Paris no sábado para discutir a situação da Líbia com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e líderes árabes.

"A Grã-Bretanha irá mobilizar (caças) Tornados e Typhoons além de aviões para reabastecimento aéreo e vigilância", disse Cameron ao Parlamento.

"Os preparativos para mobilizar essas aeronaves já começaram e nas próximas horas elas irão para as bases militares, de onde poderão começar a tomar as medidas necessárias."

A Organização das Nações Unidas autorizou ataques militares contra as forças de Gaddafi para proteger civis. Cameron disse que considerou correta a decisão da ONU de excluir qualquer tipo de invasão do território líbio.

"Não se trata de um exército de ocupação", disse Cameron.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também