Furacão Sandy deixa Cuba sem provocar vítimas

O furacão provocou fortes chuvas e ventos de até 165 km/h durante sua passagem pela região sudeste da ilha

Havana – O furacão Sandy se afastava de Cuba nesta quinta-feira depois de provocar fortes chuvas e ventos de até 165 km/h durante sua passagem pela região sudeste da ilha, sem informações sobre vítimas ou danos consideráveis.

Avançando para o norte depois de ter afetado na quarta-feira Jamaica e Haiti, onde foi registrada uma morte, Sandy cruzou Cuba em cinco horas durante a noite como um furacão de categoria dois na escala Saffir-Simpson, que vai até cinco.

O furacão seguiu para o mar pelo norte às 6H30 locais (8H30 de Brasília) pelo Cabo Lucrecia (800 km ao leste de Havana) e avançava para as Bahamas, onde também foi declarado estado de alerta.

O furacão avançava a 30 km/h com ventos de até 165 km/h, segundo a imprensa estatal cubana.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.