Em coletiva com Erdogan, Trump ignora perguntas sobre Rússia

Trump apenas comentou que sua conversa com Lavrov foi "muito bem sucedida" e que o objetivo dos EUA é conseguir o máximo de apoio contra o EI

São Paulo - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ignorou perguntas sobre se as informações que compartilhou com o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, e o embaixador russo em Washington, Sergey Kislyak, era ou não confidenciais.

Trump realizou um pronunciamento coletivo após encontro na Casa Branca com o presidente da Turquia, Recep Tayyp Erdogan.

O republicano apenas comentou que sua conversa com Lavrov foi "muito bem sucedida" e que o objetivo dos EUA é conseguir o máximo de apoio possível para lutar contra o grupo Estado Islâmico e contra o terrorismo.

O pronunciamento dos dois presidente não foi aberto para perguntas dos jornalistas, como geralmente é de costume.

Em sua fala, Erdogan parabenizou Trump pela "vitória legendária" nas eleições e que os dois países estão determinados a expandir as relações, combater o Estado Islâmico e trazer paz ao Oriente Médio.

Trump afirmou que os países deve estreitar acordos nos setores de defesa e segurança.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.