Em carta a Conselho Europeu, May pede adiamento do Brexit até 30 de junho

Premiê informou que governo voltará a apresentar propostas na Câmara britânica para terceiro "voto significativo" do acordo negociado com a União Europeia

Berlim — A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, confirmou as expectativas e anunciou na Câmara dos Comuns britânica que escreveu uma carta nesta manhã ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, informando que busca um adiamento do Brexit até 30 de junho. A líder conservadora acrescentou ainda que não está "disposta" a estender o Artigo 50 do Tratado da UE além dessa data.

"Não acredito que interesse a ninguém participarmos das eleições ao Parlamento Europeu", afirmou.

Durante a sessão semanal de perguntas no Parlamento, May também informou que o governo voltará a apresentar propostas na Câmara britânica para um terceiro "voto significativo" do acordo do Brexit negociado com a União Europeia.

Na carta a Tusk, contudo, a premiê escreve que a posição assumida pelo presidente da Casa, John Bercow, de que 10 Downing Street não poderia trazer ao plenário o mesmo projeto de lei ou um texto muito parecido com o que que já foi derrotado na semana passada, "tornou impossível convocar uma nova votação antes do Conselho Europeu", que começa amanhã em Bruxelas, na Bélgica.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.