Coreia do Sul adverte seus cidadãos: não fumem maconha no Canadá

A embaixada sul-coreano no país informou que vai punir os cidadãos que consumirem maconha, mesmo nos países onde a droga é legalizada
Maconha: na semana passada, o Canadá se tornou o 2º país do mundo a liberar o uso recreativo da planta (Carlos Osorio/Reuters)
Maconha: na semana passada, o Canadá se tornou o 2º país do mundo a liberar o uso recreativo da planta (Carlos Osorio/Reuters)
A
AFPPublicado em 23/10/2018 às 11:02.

A Coreia do Sul advertiu seus cidadãos que não devem fumar maconha no Canadá, país onde a droga foi legalizada na semana passada, pois mesmo que seja consumida neste país continuará sendo um crime no território sul-coreano.

O consumo, posse ou venda de substâncias ilegais são considerados crimes na Coreia do Sul.

"Os cidadãos sul-coreanos que consomem maconha (...), inclusive em regiões onde isto é legal, estão violando a lei e serão punidos", escreveu no Twitter na semana passada a embaixada da Coreia do Sul no Canadá.

A lei penal sul-coreana é aplicada de forma territorial, mas também de forma pessoal, o que significa que os cidadãos do país podem ser punidos mesmo que o consumo aconteça em um país onde a maconha é legalizada.

Após quase um século de proibição, o Canadá se tornou na quarta-feira da semana passada o segundo país do mundo, depois do Uruguai, a legalizar a maconha para usos recreativos.