Mundo

Coreia do Norte violou embargo de armas com mísseis que atingiram Ucrânia, diz ONU

EUA e outros países já acusaram a Coreia do Norte de transferir armas para a Rússia

Publicado em 30 de abril de 2024 às 11h41.

Última atualização em 30 de abril de 2024 às 13h19.

Os destroços dos mísseis que caíram na cidade ucraniana de Kharkiv em 2 de janeiro eram provenientes de um míssil balístico norte-coreano. A informação consta de um relatório das Nações Unidas para um comitê do Conselho de Segurança e foi divulgado pela Reuters nesta segunda-feira.

No documento, os monitores da agência ligada à ONU concluem que se tratava de um míssil da série Hwasong-11 e que viola o embargo de armas à Coreia do Norte. O país comunista está sob sanções da ONU desde 2006 devido aos seus programas de mísseis balísticos e nucleares.

No relatório, os monitores dizem que “não conseguiram identificar de forma independente onde o míssil foi lançado, nem por quem”. Alguns dados sobre a trajetória do míssil – fornecidos pela Ucrânia – sugerem que o lançamento foi feito pela Rússia, diz o relatório.

As missões russa e norte-coreana na ONU em Nova York não responderam à Reuters.

EUA e outros países já acusaram a Coreia do Norte de transferir armas para a Rússia na guerra contra a Ucrânia. O conflito completou dois anos em fevereiro sem perspectiva de um desfecho.

Coreia do Norte testa novos mísseis e espera vender à Rússia

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, supervisionou novos testes de um sistema de mísseis que pode ampliar o poder de força de Pyongang para atacar Seul. Segundo a Bloomberg, Kim também espera vender essa nova tecnologia bélica para a Rússia usar na guerra contra a Ucrânia.

Kim assistiu ao teste de um lançador de foguetes que “traria uma mudança estratégica no reforço da força de artilharia do Exército do Povo Coreano”, informou a Agência Central de Notícias oficial da Coreia do Norte nesta sexta-feira. Foi o segundo teste desse sistema neste ano. Esse lançador projeta os mísseis para alcançarem até 60 quilômetros.

Acompanhe tudo sobre:Coreia do NorteUcrâniaRússia

Mais de Mundo

União Europeia repreende sete países por desrespeito às regras financeiras do bloco

Argentina faz acordo com El Salvador para ter modelo de segurança acusado de violar direitos humanos

Acordo entre Rússia e Coreia do Norte prevê assistência mútua em caso de 'agressão', afirma Putin

Suécia faz acordo de defesa com EUA que possibilitará envio de armas nucleares

Mais na Exame