Mundo

Kim Jong Un: 'É hora de estar mais preparado para a guerra do que nunca'

Ditador tece ameaças à medida que desentendimentos com a Coreia do Sul parecem crescer

Ditador investe em armas e oferece ajuda à Rússia em meio a ameaças (AFP/AFP Photo)

Ditador investe em armas e oferece ajuda à Rússia em meio a ameaças (AFP/AFP Photo)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 11 de abril de 2024 às 08h49.

O ditador norte-coreano Kim Jong Un afirmou que agora é hora de estar mais preparado para a guerra do que nunca. A fala se deu durante uma visita à principal universidade militar do país, de acordo com a mídia nacional estatal.

"É tempo de estar mais minuciosamente preparado para a guerra do que nunca", declarou o líder norte-coreano. Kim Jong Un citou ainda a incerteza e a instabilidade da situação política e militar como motivações para tal.

Em março, Kim ordenou o aumento da preparação para guerra após a inspeção de tropas em uma base operacional no país. De acordo com ele, o país precisa estar pronto para um conflito que deve ser vencido sem fracassos.

As tensões entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul vêm crescendo desde a eleição do sul-coreano Yoon Suk-yeol para a presidência em 2022. Segundo o país ditatorial, trata-se de seu principal inimigo. A Coreia do Sul tem adotado uma postura cada vez mais dura em relação à nação de Kim Jong Un.

A Coreia do Norte vem investindo cada vez mais no desenvolvimento de suas armas e estreitado relações com a Rússia, a quem tem prestado assistência durante a guerra contra a Ucrânia.

Em um artigo para o site 38 North, o ex-analista da CIA, Robert L. Carlin e o cientista nuclear Siegfried S. Hecker disseram acreditar que "assim como seu avô em 1950, Kim Jong Un tomou a decisão estratégica de ir à guerra." O entendimento, porém, está longe de ser uníssono, conforme analistas disseram à BBC.

Por ora, é preciso observar se as ações do ditador em direção a um conflito permanecerão. À medida que as tensões para com a Coreia do Sul crescem, as ameaças de Kim Jong Un parecem se tornar cada vez mais sólidas. No entanto, é impossível aferir suas verdadeiras intenções -- ao menos por enquanto.

Com informações da Al-Jazeera e da BBC.

Acompanhe tudo sobre:Kim Jong-unCoreia do NorteCoreia do Sul

Mais de Mundo

ONU pede cessar-fogo 'imediato' para guerra em Gaza, que já deixa mais de 35.000 mortos

Não é só no RS: enchentes matam mais de 300 pessoas no Afeganistão, diz ONU

Por que Robert Kennedy pode ser fundamental para o resultado das eleições nos EUA?

Enchentes matam mais de 300 pessoas no norte do Afeganistão após fortes chuvas, diz ONU

Mais na Exame