Coreia do Norte testa novo sistema de 'armas nucleares táticas'

O anúncio ocorre na véspera do início dos exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, que irritaram Pyongyang
 (AFP/AFP)
(AFP/AFP)
Por AFPPublicado em 17/04/2022 10:27 | Última atualização em 17/04/2022 10:27Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Coreia do Norte testou um novo sistema de armas sob a supervisão do líder Kim Jong Un para melhorar a eficácia de suas "armas nucleares táticas", encerrando as comemorações do nascimento do fundador da pátria. 

A nova "arma tática guiada" é de "grande importância para melhorar o poder de fogo das unidades de artilharia de longo alcance da linha de frente e melhorar a eficiência da operação de armas nucleares táticas", afirmou a agência de notícias oficial KCNA.

Analistas estrangeiros e serviços de inteligência esperavam que um teste nuclear coincidisse com o 110º aniversário na sexta-feira do nascimento de Kim Il Sung, fundador da Coreia do Norte e avô do atual líder.

No entanto, nesse dia, o aniversário foi comemorado com uma enorme marcha de civis, fogos de artifício e coreografias sincronizadas, mas sem nenhum tipo de desfile ou manifestação militar.

A agência KCNA não especificou a data do teste supervisionado por Kim Jong Un, que deu à equipe de pesquisa militar "instruções importantes para aumentar as capacidades defensivas e combater as forças nucleares".

Este teste dá continuidade a uma série sem precedentes de testes de armas pela Coreia do Norte este ano, incluindo o lançamento de seu primeiro míssil balístico intercontinental de alcance total desde 2017.

O anúncio ocorre na véspera do início dos exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, que irritaram Pyongyang.

O Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul disse ter detectado dois projéteis lançados na noite de sábado, que voaram 110 km a uma altura de 25 km, viajando a quatro vezes a velocidade do som, acrescentou.

Os Estados Unidos disseram estar cientes da "declaração da Coreia do Norte de que realizaram um teste de sistema de artilharia de longo alcance" e o estão monitorando, afirmou um porta-voz do Pentágono.

Fotos publicadas pelo jornal oficial Rodong Sinmun mostram um Kim Jong Un sorridente, cercado por oficiais uniformizados e aplaudindo enquanto observava o disparo da arma, segundo o jornal.

Analistas observaram que a arma parecia ser um novo míssil balístico de curto alcance, mas não a subestimaram.

"Este é o primeiro sistema de armas nucleares táticas da Coreia do Norte, ao que parece", disse Ankit Panda, pesquisador do Carnegie Endowment for International Peace.

Pyongyang realizou seis testes de armas nucleares desde 2006. O último e mais poderoso foi em 2017 com uma bomba de hidrogênio de 250 quilotons.

Essa retomada do programa atômico era previsível por analistas após a publicação de imagens de satélite que mostravam atividade na instalação nuclear de Punggye-ri, que a Coreia do Norte disse ter demolido em 2018 antes da primeira cúpula entre Kim e Trump.

Com o novo teste, os especialistas acreditam que Pyongyang está procurando reduzir suas ogivas atômicas para carregar seus mísseis balísticos intercontinentais.