Mundo

China reafirma estratégia para enfrentar covid-19

Mutações no vírus e fatores climáticos afetam sua disseminação, diz a agência nacional Xinhua

Xi Jinping: Líder reafirmou nesta quinta o seu compromisso com a estratégia de combate ao coronavírus (Kevin Frayer/Getty Images)

Xi Jinping: Líder reafirmou nesta quinta o seu compromisso com a estratégia de combate ao coronavírus (Kevin Frayer/Getty Images)

E
Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2022, 12h28

O Comitê Permanente do Escritório Político do Comitê Central do Partido Comunista da China, liderado pelo presidente Xi Jinping, reafirmou em reunião nesta quinta-feira, 10, seu compromisso com a estratégia em andamento para enfrentar a covid-19.

Nota na agência estatal Xinhua destaca a necessidade dessas medidas, com o argumento de que ainda há uma situação de pandemia, com novos casos domésticos aparecendo, em um país com grande população e também de grupos vulneráveis, além do desenvolvimento regional "desequilibrado" e com recursos médicos "insuficientes".

A Xinhua diz que mutações no vírus e fatores climáticos afetam sua disseminação. Com isso, o comando do país afirma que é preciso manter a estratégia de prevenção e controle dos casos.

A comunicação oficial ocorre em meio a especulações sobre um eventual relaxamento na política contra a covid por Pequim, já que a estratégia de buscar evitar ao máximo os novos casos pesa na atividade econômica local.

VEJA TAMBÉM: