Chávez quer retirar Venezuela da CIDH "imediatamente"

"Já chega! Até quando vamos ficar com essa espada de Dâmocles? (...) A CIDH é um mecanismo que usa os Estados Unidos contra nós", disse ele

Caracas - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, defendeu nesta segunda-feira que a Venezuela se retire "imediatamente" da "tristemente célebre" Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), um órgão que, segundo ele, é utilizado pelos Estados Unidos contra seu país.

"A primeira coisa que vou pedir a este (novo) Conselho de Estado é o estudo acelerado e a recomendação ao chefe de Estado para nos retirarmos imediatamente da tristemente célebre CIDH", disse o presidente.

"Já chega! Até quando vamos ficar com essa espada de Dâmocles? (...) A CIDH é um mecanismo que usa os Estados Unidos contra nós. Já faz tempo que deveríamos ter saído", completou.

O Conselho de Estado venezuelano é o órgão superior de consulta do governo e da Administração Pública Nacional, cuja criação foi aprovada recentemente pelo presidente, desde 1999 no poder.

O governo da Venezuela ameaçou em várias ocasiões sair dessa entidade com sede em Washington que depende da Organização de Estados Americanos (OEA) por considerar que está está contra o país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.