Acompanhe:

Boris, Witzel, Alcolumbre, Heleno: a lista de políticos com coronavírus

Até o herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles, testou positivo para a doença

Modo escuro

Continua após a publicidade
Boris Johsnon, Wilson Witzel, Davi Alcolumbre e general Heleno: políticos com coronavírus (Montagem/Exame)

Boris Johsnon, Wilson Witzel, Davi Alcolumbre e general Heleno: políticos com coronavírus (Montagem/Exame)

J
Janaína Ribeiro

Publicado em 14 de abril de 2020 às, 23h09.

Última atualização em 15 de abril de 2020 às, 06h06.

Desde que a pandemia do novo coronavírus se instalou no mundo, nem famosos, políticos ou poderosos se esquivaram do vírus.

Até esta terça-feira, 14, a covid-19 já infectou no mundo mais de 1,97 milhão de pessoas e levou a mais de 125 mil mortes. Com mais de 584.000 casos, os Estados Unidos são agora o novo epicentro da doença e têm mais contaminados do que a China, que está estabilizada com cerca de 83.000 casos. No Brasil, foi registrado alta de 15% em mortes nas últimas 24 horas - um recorde para o país que já contabiliza 1.532 mortes e 25.262 casos confirmados.

Segundo o Ministério da Saúde, o Estado do Rio de Janeiro, chefiado pelo governador Wilson Witzel, responde por 3.410 casos e 224 mortes. E hoje, Witzel divulgou que testou positivo para o novo coronavírus.

O governador, que nesta semana prorrogou o isolamento social no estado do RJ até 30 de abril, diz que continuará trabalhando contra a pandemia, mas em isolamento total e "seguindo as recomendações médicas". Em publicação no Twitter, ele disse que desde a última sexta-feira, 10, não vinha se sentindo bem e pediu para fazer o exame. “Hoje, o resultado veio positivo”, afirmou. Ele reforçou, ainda, a orientação para que a população fique em casa “porque a doença não escolhe ninguém e o contágio é rápido”.

Horas depois da declaração de Witzel, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), afirmou também estar infectado pelo coronavírus.  Barbalho chegou a divulgar o resultado do exame via Twitter, e afirmou que chegou a fazer dois testes anteriormente, mas só nesta terça-feira teve o resultado positivo.

"Quero informar a população paraense e a todos que estou com coronavírus. Mas quero ao mesmo tempo tranquilizar, estou super bem, estou assintomático, tenho trabalhado desde sexta-feira de casa", disse o governador

Da ala do governo Bolsonaro, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, também testou positivo para o novo vírus no mês passado. Ele, que viajou acompanhado da comitiva do presidente Bolsonaro aos EUA no início de março, foi o  16º integrante da comitiva a contrair o vírus. Ao todo, 23 pessoas voltaram da viagem com a infecção. O próprio presidente chegou a realizar três testes para o novo coronavírus, que não foram divulgados. Nas três vezes, ele negou que contraiu a doença.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, de 61 anos, também teve diagnóstico positivo para o vírus após viagem aos EUA com a comitiva de Bolsonaro.

 Davi Alcolumbre, presidente do Senado, também afirmou ter contraído a doença no último mês.  Ele foi o primeiro chefe de um dos Poderes da República a ter teste positivo.

Já em terreno britânico, o primeiro-ministro Boris Johson deixou a unidade de terapia intensiva (UTI) na quinta-feira, 9, após quatro dias recebendo oxigênio. Johnson, de 55 anos, foi internado no hospital St Thomas na noite de domingo, 5, com uma febre persistente e tosse e foi posto na UTI na segunda-feira, 6. Agora ele está sob cuidadoso monitoramento durante a fase inicial de sua recuperação. Apesar do susto, ele segue "de bom humor",  disse o porta-voz do governo.

Também em terras da realeza, o herdeiro do trono britânico, príncipe Charles, foi diagnosticado com o coronavírus. O filho mais velho da rainha Elizabeth II não escapou de contrair a doença, mesmo em seu castelo de Balmoral, uma das residências da família real, na Escócia. Camila Shand, a duquesa de Cornualha e esposa de Charles, não foi infectada. 

Na Itália, o governador da região do Piemonte, Alberto Cirio, anunciou no dia 8 de março que testou positivo para a covid-19. Cirio é o segundo governador italiano que revelou ter sido contaminado, já que o líder do Partido Democrático (PD) e governador da região do Lazio, Nicola Zingaretti, também anunciou que está com coronavírus.

Últimas Notícias

Ver mais
Por que a internet está preocupada com Kate Middleton?
Pop

Por que a internet está preocupada com Kate Middleton?

Há 3 dias

Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual
Brasil

Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual

Há uma semana

Príncipe Harry admite trégua e diz que doença do rei Charles III pode aproximar a sua família
Mundo

Príncipe Harry admite trégua e diz que doença do rei Charles III pode aproximar a sua família

Há 2 semanas

Qual a diferença entre dengue e covid-19? Veja os sintomas
Brasil

Qual a diferença entre dengue e covid-19? Veja os sintomas

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais