Trump, Bolsonaro, Boris Johnson: quais líderes já pegaram coronavírus?

O presidente americano, Donald Trump, foi confirmado com coronavírus. Nomes como o brasileiro Jair Bolsonaro e o britânico Boris Johnson já tiveram a doença

A confirmação nesta sexta-feira, 2, de que o presidente Donald Trump está com coronavírus adiciona mais um líder mundial à lista de mandatários que já tiveram a doença neste ano. Além do presidente americano, completam a lista dos mandatários infectados nomes como o presidente Jair Bolsonaro, que pegou a covid-19 em julho.

O primeiro-ministro inglês, Boris Johnson, foi um dos casos mais sérios até agora entre os líderes, e teve de passar mais de uma semana na UTI. No Reino Unido, outra figura importante também teve covid-19: o herdeiro do trono e futuro chefe de Estado do país, Príncipe Charles.

Na América Central, o presidente de Honduras também precisou ficar internado por 16 dias. Veja abaixo a lista de alguns dos líderes mundiais que contraíram o vírus.

Donald Trump, presidente dos EUA

donald trump

A informação de que Trump está com covid-19 foi confirmada nesta madrugada em postagem no Twitter pessoal do próprio presidente. A primeira-dama Melania Trump também foi diagnosticada com a doença. A confirmação deixará o presidente americano de quarentena e embaralha o último mês da campanha na eleição americana, que acontece em 3 de novembro.

Mais cedo na quinta-feira, 1º de outubro, já havia sido confirmado que uma assessora do presidente, Hope Hicks, teve diagnóstico positivo. A assessora viajou com Trump nos dois dias anteriores, incluindo na data do debate presidencial contra o democrata Joe Biden — Trump e Biden têm mais de 70 anos e estão no grupo de risco da doença. Ainda não está claro quando Trump foi infectado com o vírus.

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil

BOLSONARO: ao se unir ao centrão, o presidente está apenas fazendo jus à sua própria trajetória política.

O presidente do Brasil Jair Bolsonaro confirmou em julho que contraiu o novo coronavírus. O presidente fez o exame após apresentar sintomas da covid-19, como febre de 38º C, cansaço e dor muscular. O presidente não apresentou complicações durante o tratamento.

Bolsonaro tem histórico de minimizar o impacto da covid-19, que oficialmente já contaminou mais de 4 milhões de brasileiros e deixou mais de 145.000 vítimas.

Esposa de Justin Trudeau, do Canadá

Justin Trudeau Sophie Trudeau

A esposa do primeiro-ministro canadense Justin Trudeau teve a covid-19 no mês de março, quando a pandemia ainda estava no ínicio, e precisou ficar em isolamento. O político também ficou em isolamento com a esposa, mas não apresentou sintomas e continuou cumprindo os compromissos de trabalho. Até hoje não está confirmado se Trudeau teve coronavírus na ocasião.

Príncipe Charles do Reino Unido

príncipe charles

Herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles foi diagosticado com a covid-19, causada pelo novo coronavírus também em março. Charles tem 71 anos e é o filho mais velho da rainha Elizabeth II.

Eshaq Jahangiri, vice-presidente do Irã

De acordo com a rede de TV Al Jazeera, o vice-presidente do Irã foi outro líder mundial que também contraiu a covid-19, assim como dois ministros do país também no mês de março.

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson foi diagnosticado com a covid-19 no final de março, teve complicações e precisou ser internado poucos dias depois. O primeiro-ministro chegou a passar alguns dias na unidade de tratamento intensivo.

A doença mudou drasticamente a forma como Johnson responde à pandemia: depois de ficar internado, o presidente agradeceu ao sistema público de saúde (o NHS) e passou a defender as medidas sanitárias, como o isolamento social, que antes vinha criticando. 

Alexander Lukashenko, ditador da Bielorrússia

O presidente de Belarus (antiga Bielorrússia) foi citado recomendando aos cidadãos que bebessem “vodca” contra a covid-19 e chamou a pandemia de “psicose”. Depois, em julho, Lukashenko foi diagnosticado com o vírus. O primeiro ministro da vizinha Rússia, Mikhail Mishustin, também teve a doença.

Lukashenko, aliás, foi um dos poucos líderes que não tomou medidas contra a covid-19 em seu país. Além da pandemia, o presidente enfrenta até agora uma onda de protestos contra a eleição em agosto, que deu ao mandatário, conhecido como “o último ditador da Europa”, novo mandato e cujos resultados um crescente número de eleitores questiona.

Príncipe Albert II de Mônaco

O chefe de Estado do principado de Mônaco também teve a covid-19. Com 62 anos, Albert II não teve complicações da saúde.

Juan Orlando Hernández, presidente de Honduras

Na América Central, o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, foi outro líder mundial diagnosticado com a covid-19 e precisou ficar internado por 16 dias em junho.

Francis Suárez, prefeito de Miami

Após encontro com a comitiva brasileira do presidente Jair Bolsonaro, que teve diversos casos de confirmados de covid-19, o prefeito de Miami foi outro líder diagnosticado com o novo coronavírus.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.