• AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
  • AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
Abra sua conta no BTG

Áustria vence disputa para impedir que casa de Hitler vire templo

Autoridades austríacas têm se empenhado em evitar que o local se torne um templo neonazista
Braunau: mais alta corte da Áustria pôs fim a uma disputa sobre a casa em que Adolf Hitler nasceu (Getty Images/Lino Mirgeler)
Braunau: mais alta corte da Áustria pôs fim a uma disputa sobre a casa em que Adolf Hitler nasceu (Getty Images/Lino Mirgeler)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 06/08/2019 09:01 | Última atualização em 06/08/2019 09:01Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A mais alta corte da Áustria pôs fim a uma disputa sobre a casa em que Adolf Hitler nasceu, rejeitando a quantia que a ex-proprietária exigiu em compensação, informou o Ministério do Interior ontem.

A família de Gerlinde Pommer era proprietária da casa amarela de esquina na cidade de Braunau, na fronteira com a Alemanha, há quase um século. O governo assumiu o controle do prédio em dezembro de 2016.

As autoridades austríacas têm se empenhado em evitar que o local se torne um templo neonazista. Após longa disputa, o tribunal estipulou uma indenização à família Pommer de € 810 mil.