Ataque aéreo mata 17 militantes do Estado Islâmico no Iraque

Canal árabe afirmou que líder do EI estava na região

Bagdá - Um ataque aéreo da coalizão perto da cidade fronteiriça iraquiana de Al al-Qaim matou pelo menos 17 militantes do Estado Islâmico, disse uma fonte de um hospital nesta quinta-feira.

O canal árabe Al-Arabiya al-Hadath disse, citando "fontes anônimas", que o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, estava na região, mas a informação não foi confirmada.

A fonte no hospital de Al-Qaim disse que 29 militantes foram feridos no ataque a posições do Estado Islâmico nas áreas de Al-Rumana e Husaiba, e que alguns feridos foram levados para a Síria pela fronteira para tratamento.

A transmissão de rádio diária do Estado Islâmico disse que ataques aéreos perto de Al-Qaim mataram três pessoas e feriram outras, incluindo mulheres e crianças, usando o termo depreciativo que usam para a aliança contra o Estado Islâmico.

Al-Qaim fica a cerca de 330 quilômetros noroeste de Bagdá.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.