Argentina: inflação ao consumidor sobe 7% em agosto, com alta anual de 78,5%

O resultado informado nesta quarta-feira, 14, representa uma desaceleração ante o aumento mensal de julho, mas mostrou aceleração da inflação anual
O setor que teve o maior aumento mensal foi de Vestimentas e Calçados (Ricardo Ceppi/Getty Images)
O setor que teve o maior aumento mensal foi de Vestimentas e Calçados (Ricardo Ceppi/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 14/09/2022 às 17:08.

A inflação ao consumidor na Argentina no mês de agosto foi de 7 0%, na comparação com o mês anterior, o que levou a um aumento de 56,4% acumulado desde janeiro e de 78,5% em relação a agosto do ano passado. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec).

O resultado informado nesta quarta-feira, 14, representa uma desaceleração ante o aumento mensal de julho, mas mostrou aceleração da inflação anual.

O setor que teve o maior aumento mensal foi de Vestimentas e Calçados (+9,9%), Bens e Serviços (+8,7%) e Produtos do Lar (+8 4%). Na ponta contrária, Comunicações subiram 4,1%, Educação, 5% e Recreação e Cultura os mesmos 5%.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

LEIA TAMBÉM:

Ministro da Economia da Argentina viaja aos EUA, com FMI e investimentos na pauta

Polícia da Argentina prende nova suspeita de ataque contra Cristina Kirchner