Alemanha e França podem propor UE "flexível" após Brexit

Ministros vão aproveitar a reunião de amanhã em Berlim com seus colegas dos demais países fundadores da União Europeia para debater documento pactuado

Berlim - Os ministros das Relações Exteriores da França e da Alemanha, Jean-Marc Ayrault e Frank-Walter Steinmeier, apresentarão amanhã a seus colegas de Itália, Holanda, Luxemburgo e Bélgica um plano que procura criar uma "União flexível" após o "brexit" vencer no Reino Unido, revelou nesta sexta-feira o jornal alemão "Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung".

Os dois ministros vão aproveitar a reunião de amanhã em Berlim com seus colegas dos demais países fundadores da União Europeia (UE) para debater um documento pactuado. Este texto admite que alguns Estados-membros se mostram reticentes a continuar na integração total e que a UE deve permitir uma maior liberdade para escolher os âmbitos nos quais desejam estreitar a cooperação com seus membros comunitários.

O jornal informou ainda que os governos em Berlim e Paris já querem começar a esboçar o futuro do bloco e a reforçar a UE após a decisão tomada pelos britânicos ontem de sair da União Europeia.

"A Europa precisa agora de orientação. Aí França e Alemanha têm uma responsabilidade especial", disse Steinmeier à publicação, que acrescentou que é uma "obrigação comum" para ambos os países trabalhar para que não se produza outra saída da UE.

A reunião dos seis ministros provocou receios e o presidente da Estônia, Toomas Hendrik Ilves, advertiu através do Twitter que, se a união dos 27 membros é a prioridade agora, a reunião de "seis fundadores" não transmite exatamente essa mensagem.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores alemão, Sawsan Chebli, garantiu que este encontro não é um "formato exclusivo" e o porta-voz do Executivo, Steffen Seibert, destacou que a reunião principal é a do Conselho Europeu da próxima semana e que, enquanto isso, estão sendo feitos vários contatos. EFE

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.