Aeroporto de Bruxelas permanecerá fechado até quinta-feira

Mais de 500 voos foram cancelados hoje e desviados, na grande maioria, para de Liège e Charleroi, assim como para outros aeroportos internacionais próximos

Bruxelas - O aeroporto internacional de Zaventem, próximo à Bruxelas, capital da Bélgica, alvo de ataques terroristas nesta terça-feira, ficará fechado até quinta-feira, anunciou o executivo-chefe da empresa que administra o local, Arnaud Feist.

"Estudamos a reabertura do aeroporto nesta quinta-feira", disse Feist em mensagem social divulgada pelo Twitter.

Mais de 500 voos foram cancelados hoje e desviados, na grande maioria, para de Liège e Charleroi, assim como para outros aeroportos internacionais próximos, como o de Maastricht (Holanda) ou de Lille (França), de acordo com a Belgocontrol.

As duas explosões no aeroporto de Zaventem ocorreram por volta das 8h15 locais (4h15 em Brasília) e deixaram, segundo as últimas informações, 14 mortos e mais de cem feridos.

Feist, em declarações à imprensa local, afirmou também que a direção do aeroporto vai tentar retomar as atividades o mais rápido possível, mas será necessário um dia para isso ocorrer.

O promotor federal Frédéric van Leeuw disse hoje em entrevista coletiva conjunta com o primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, que uma das duas explosões ocorridas no aeroporto de Bruxelas "foi provavelmente causada por um suicida".

Posteriormente, a polícia local publicou imagens de uma câmera de segurança do aeroporto, que captou os suspeitos de serem os responsáveis pelos atentados. É possível ver três homens, todos empurrando carrinhos de bagagem.

A foto mostra que dois dos homens, vestidos de negro, usam luvas na mão esquerda, o que pode ter servido para esconder os detonadores de explosivos, segundo a imprensa belga.

O terceiro, que usava uma jaqueta branca e um chapéu preto, estaria sendo "ativamente procurado" pelas autoridades do país.

A ministra de Transporte da Bélgica, Jacqueline Galant, indicou, através do Twitter, que parte das estações de metrô da Bélgica foram reabertas às 16h locais (13h em Brasília) e que sua segurança foi reforçada.

Já a Companhia Nacional Ferroviária e a Infrabel, empresa que administra o sistema de transporte por trens, pediu à população que tenha paciência e compreensão diante da situação.

Os hotéis da capital belga estão oferecendo gratuitamente quartos às pessoas afetadas pelos atentados e seus familiares, anunciou a Associação Hoteleiras de Bruxelas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.