Bitcoin futuro começa a ser negociado no CME Group

Na estreia realizada ontem, o primeiro contrato com vencimento em janeiro saltou quase 6% com a primeira transação, a US$ 20.650

Chicago – O CME Group, maior operadora de bolsas do mundo, iniciou negócios com bitcoin futuro neste domingo, uma semana depois de a rival Cboe Global Markets lançar um contrato similar lastreado na moeda virtual.

A estreia do bitcoin futuro no CME foi às 21h (de Brasília) de ontem. O primeiro contrato com vencimento em janeiro saltou quase 6% com a primeira transação, a US$ 20.650, antes de cair para US$ 18.750 após várias horas de negócios.

O próprio bitcoin teve forte queda após a estreia do futuro no CME. Nesta manhã, a criptomoeda operava em torno de US$ 18.900, segundo a CoinDesk, depois de ter se aproximado da marca de US$ 20.000 no domingo.

Desde o começo do ano, o bitcoin acumula valorização de cerca de 1.800%, tornando-se atraente para investidores no mundo inteiro.

Os futuros de bitcoin permitem a operadores apostar se seus preços subirão ou cairão, oferecendo a firmas de Wall Street a oportunidade de negociá-los em mercados conhecidos e regulados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.