Acompanhe:

Após fechar em queda de 1,97% em outubro, o Ifix, principal índice que mede o desempenho dos fundos imobiliários (FIIs) mais líquidos da B3, voltou a fechar em alta, valorizando 0,66% em novembro aos 3.176,56 pontos. No acumulado do ano, o Ifix valorizou 10,79% até 30 de novembro, ficando atrás do Ibovespa que passou por um rali no mês e acumulou alta anual de 16,03% aos 127.331 pontos.

Apesar da valorização pequena, novembro foi marcado por diversos movimentos políticos e econômicos tanto no Brasil como no mundo, que trouxeram de volta um maior apetite a risco. Um desses movimentos internacionais, como explicam os analistas da Órama, foi o afastamento das chances do envolvimento de grandes potências no conflito no Oriente Médio.

"Além disso, o adiamento do prazo do orçamento americano para meados de janeiro também foi responsável por retirar parte das tensões do quadro econômico. Nesse cenário, o mercado americano viu uma queda próxima a 50 bps nos rendimentos dos Treasuries de 10 anos, saindo do nível de 4,90%, para a faixa de 4,40%", dizem os analistas em relatório.

Já no Brasil, a retomada de pautas econômicos no Congresso, como a tributação de fundos offshores e aprovação da reforma tributária no Senado, foi bem-vista pelo mercado. O adiamento da decisão sobre mudar a meta de déficit zero para 2024 também corroborou para diminuir a pressão sobre a curva de juros brasileira, o que foi sentido positivamente pelo mercado de FIIs.

Carteiras recomendadas de FIIs

A reportagem reuniu seis carteiras recomendadas de FIIs para dezembro, sendo elas do Banco do Brasil, BTG Pactual, Empiricus Research, EQI Research, Órama e RB Investimentos.

As carteiras são compostas de fundos de tijolo, papel, híbridos e fundos de fundos, contendo quantidades diferentes de recomendações. Entre os papéis, assim cono no mês anterior, o único FII que aparece em cinco das seis carteiras é o BTG Pactual Logística (BTLG11).

Já o Bresco Logística (BRCO11) é recomendado por quatro das seis instituições. JS Real Estate Multigestão FII (JSRE11), Kinea Securities (KNSC11), Vinci Shopping Centers (VISC11) e XP Malls (XPML11) aparecem em três carteiras.

Segundo a EQI Research, o BTLG11 anunciou no final de novembro três aquisições de galpões e a aprovação de um projeto para desenvolvimento que somam um aporte de R$ 760 milhões. O pagamento será feito em duas parcelas, mas mesmo antes da quitação, o fundo já receberá os aluguéis integralmente. Com isso, o movimento foi bem-visto pelo mercado, já que a aquisição representará uma rentabilidade de proventos em torno de 15% ao ano para o fundo nos primeiros 18 meses.

"A princípio, dadas as taxas de aquisição, formas de pagamento e localização dos imóveis, acreditamos que a alocação será positiva para o BTLG. Mesmo que a parcela remanescente seja corrigida pelo IPCA, caso os recursos fiquem alocados em CDI durante o período, acreditamos que o carrego seja positivo para o BTLG, potencializando o retorno para o cotista", dizem os analistas.

O BRCO11, por sua vez, é visto pelo Banco do Brasil como um fundo que "detém um dos melhores portfólios de galpões e está muito bem posicionado para atender às novas demandas do segmento logístico". De acordo com a análise da instituição, os pontos fortes do BRCO11 são: qualidade e localização dos galpões; diversificação da carteira de inquilinos; 67% das imóveis com perfil last mile.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil trocou Riza Terrax (RZTR11) pelo fundo de papel Banestes Recebíveis Imobiliários (BCRI11) em dezembro.

BTG Pactual

Para dezembro, o BTG Pactual retirou o fundo imobiliário CSHG Recebíveis Imobiliários (HGCR11).

Empiricus

Neste mês, Empiricus substituiu XP Malls (XPML11) por Vinci Shopping Centers (VISC11).

EQI Research

EQI Reserach retirou VBI CRI (CVBI11) e inseriu BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCI11) na carteira.

Órama

Órama não realizou nenhuma mudança na carteira recomendada de dezembro.

RB Investimentos

Para o mês de dezembro, RB Investimentos não alterou nenhum ativo.

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Itaú (ITUB4) aumenta em 100% a distribuição de lucros aos acionistas
seloOnde Investir

Itaú (ITUB4) aumenta em 100% a distribuição de lucros aos acionistas

Há 2 dias

Especialistas liberam análises dos balanços do 4T23 gratuitamente; acesse
seloOnde Investir

Especialistas liberam análises dos balanços do 4T23 gratuitamente; acesse

Há 2 dias

Conheça a metodologia do prêmio Melhores do Mercado da EXAME 2024
seloOnde Investir

Conheça a metodologia do prêmio Melhores do Mercado da EXAME 2024

Há 2 dias

Inflação desacelera na Argentina, mas é a maior em 30 anos: vale a pena investir?
seloOnde Investir

Inflação desacelera na Argentina, mas é a maior em 30 anos: vale a pena investir?

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais