Invest

Dia D do Desenrola acontece nesta quinta-feira; desconto em dívidas de até 96%

Os pagamentos podem ser à vista ou parcelados, sem entrada e com até 60 meses para pagar

Desenrola: Mais de 12,2 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo programa  (AntonioGuillem/Thinkstock)

Desenrola: Mais de 12,2 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo programa (AntonioGuillem/Thinkstock)

Karla Mamona
Karla Mamona

Editora de Finanças

Publicado em 20 de março de 2024 às 14h10.

Última atualização em 21 de março de 2024 às 13h59.

Os consumidores endividados terão uma nova chance de renegociar suas dívidas. Na quinta-feira, dia 21, os Correios e a Serasa realizam o Dia D do MegaFeirão Serasa e Desenrola em agências dos Correios de todo o Brasil, com apoio do Ministério da Fazenda.

Técnicos e especialistas em educação financeira treinados para atender a população estarão em 27 agências centrais dos Correios, em todas as capitais brasileiras, até o dia 28 de março.

Qual o desconto que será oferecido?

As ofertas para negociação de dívidas com descontos de até 96% do Programa Desenrola Brasil, além de outras ofertas de 700 empresas parceiras da Serasa, podem ser negociadas presencialmente em mais de 6 mil agências dos Correios espalhadas pelo país. Os endereços e horários de funcionamento das agências podem ser consultados no aplicativo e site dos Correios.

De acordo com os Correios, desde o dia 4 até a última terça-feira, 19, foram feitos mais de 60 mil atendimentos presenciais, nas agências, relacionados ao MegaFeirão Serasa e Desenrola.

A ação de combate à inadimplência, que inclui outras dívidas da Serasa, é mais uma opção de acesso ao programa, além das plataformas do Desenrola, da Serasa e do Itaú Unibanco. Com essa integração de sites e aplicativos, os clientes do Itaú e da Serasa que se enquadram na faixa 1 do Desenrola conseguem ver que têm oferta do programa e ser redirecionados para a página do Desenrola, em que é possível consultar as dívidas e fazer os pagamentos nas condições do programa, sem necessidade de outro login.

Essas integrações foram possíveis a partir da Portaria Normativa nº 124 do Ministério da Fazenda, publicada no Diário Oficial da União de 29 de janeiro, que autorizou parcerias para ampliar o alcance do Desenrola, nesta reta final de vigência do programa, que vai até o fim deste mês. Outros parceiros estão em fase final de testes operacionais para ofertar o acesso à plataforma do Desenrola a partir de seus canais.

Quanto o Desenrola já renegociou?

Mais de 12,2 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo Desenrola Brasil, que possibilitou a negociação de cerca de R$ 37,5 bilhões em dívidas. Os descontos na plataforma do programa são de 83%, em média, e em alguns casos chegam a 96%.

Os pagamentos podem ser à vista ou parcelados, sem entrada e com até 60 meses para pagar. As ofertas do Desenrola estão disponíveis até 31 de março, para a faixa 1 do programa, que consiste nas negociações feitas por meio do site, desde outubro de 2023.

Quais dívidas podem ser renegociadas?

A faixa 1 contempla pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no CadÚnico. Ela engloba as dívidas que tenham sido negativadas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022, e não podem ultrapassar o valor atualizado de R$ 20 mil cada (valor original de cada dívida, sem os descontos do Desenrola).

Além das dívidas bancárias, como cartão de crédito, também estão incluídas as contas atrasadas de outros setores, como estabelecimentos de ensino, energia, água, telefonia e comércio varejista. A plataforma permite a renegociação até mesmo com bancos em que a pessoa não tenha conta, podendo escolher aquele que oferecer a melhor taxa na opção de pagamento parcelado.

Outra vantagem do programa para quem tem duas ou mais dívidas (mesmo que com diferentes credores) disponíveis para negociação na plataforma do Desenrola é poder juntar todos os débitos e fazer uma só renegociação, pagando à vista em um único boleto ou PIX, ou financiando, a prazo, o valor total no banco de preferência.

Em julho de 2023, a primeira fase do Desenrola Brasil começou com os principais bancos retirando, automaticamente, 10 milhões de registros de dívidas de até R$ 100 dos cadastros de inadimplentes. Ao mesmo tempo, tiveram início as negociações das dívidas bancárias feitas diretamente pelos bancos credores (faixa 2 do programa) com pessoas com renda mensal de até R$ 20 mil. Essa faixa se encerrou no fim de dezembro.

Para acesso ao Desenrola pela plataforma, é necessário ter conta no GOV.BR. Tanto usuários com contas nível bronze quanto prata e ouro podem visualizar as ofertas de negociação e parcelar o pagamento, se optarem por não pagar à vista. Utilizando os canais parceiros, não há necessidade de uso da conta GOV.BR.

Acompanhe tudo sobre:DesenrolaDívidasSerasa ExperianCorreios

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2727; prêmio é de R$ 35 mi

Nvidia: mercado espera lucro 411% maior em resultado do 1º trimestre

Desenrola chega ao fim com queda de 8,7% na inadimplência entre a população mais vulnerável

IR 2024: Receita Federal libera maior lote da história nesta quinta-feira; veja quem recebe

Mais na Exame