“Não temos expectativas de prorrogar o Desenrola”, diz secretária-adjunta do Ministério da Fazenda

Na reta final do programa, Desenrola se une com Serasa para criar o "Mega Feirão Serasa e Desenrola" com descontos que podem chegar a 99%

Mega Feirão: Serasa e Desenrola se unem para criar programa de renegociação de dívidas (Rebecca Crepaldi/Exame)

Mega Feirão: Serasa e Desenrola se unem para criar programa de renegociação de dívidas (Rebecca Crepaldi/Exame)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 4 de março de 2024 às 17h05.

Na reta final do Desenrola Brasil, que vai até 31 de março, a Serasa, em parceria com o programa, lançou nesta segunda-feira, 4, o “Mega Feirão Serasa e Desenrola” para consumidores com débitos em atraso quitarem suas dívidas com descontos e ofertas especiais de pagamento. A iniciativa vai até 28 de março e visa dar um último gás para auxiliar a população inadimplente.

“Não temos expectativas de prorrogar o Desenrola mais uma vez. Estamos trabalhando no nosso último mês, por isso estamos chamando essa etapa de fase decisiva. As pessoas têm que procurar o site do Desenrola, os Correios ou a Serasa para tentar essa possibilidade de renegociação”, afirmou Ana Maria Netto, secretária-adjunta da Secretaria de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda, à EXAME Invest.

Mais de 5 milhões de renegociações

De acordo com Matheus Moura, diretor de marketing do Serasa, a expectativa do Mega Feirão é realizar mais de 5 milhões de negociações em março, com descontos e ofertas especiais de pagamentos. Esses benefícios, segundo Moura, são possíveis porque mais de 700 empresas de diversos segmentos, como concessionárias de água e luz, varejistas e bancos, se tornaram parceiras do projeto, além do próprio Ministério da Fazenda, a B3 e os Correios.

“Não é um feirão que vai resolver, não é uma carreta que vai resolver, é uma união de todas as forças, como setor privado, público, saúde e educação, debatendo educação financeira, para resolver a questão da inadimplência no Brasil”, afirmou o diretor durante evento de lançamento do projeto.

O projeto também serve como um apoio para o Desenrola, já que, a partir de agora, a pessoa pode entrar no aplicativo do Serasa e visualizar todos os débitos dos credores que tem parceria com o Serasa, além das dívidas dos credores cadastrados no Desenrola.

Sendo assim, a pessoa pode, em um único local, renegociar todas as contas em atraso. No programa Desenrola, os descontos chegam a 96%. “Já os descontos do Serasa podem chegar a 99%”, completou Moura. Ao todo, serão disponibilizadas 550 milhões de ofertas.

De mais de R$ 22 mil para R$ 3 mil

Os Correios também entraram no mutirão e disponibilizaram suas agências para as renegociações presenciais. Na manhã desta segunda-feira, na sede do Palácio dos Correios, no Centro Histórico de São Paulo (SP), a população já formava fila para negociar as dívidas. Entre as pessoas, estava a auxiliar de limpeza Angela Holanda dos Santos, de 45 anos.

À reportagem, ela contou que em 2015 fez quatro dívidas com o banco Santander por conta de cheque especial e cartão de crédito. Juntas, elas somavam cerca de R$ 2.000. Mas, como o passar dos anos - e dos juros - o montante se acumulou em mais de R$ 22 mil, o que tornou a missão de quitar o débito quase impossível.

Quando soube do mutirão, ela logo se aprontou para entender quais ofertas estariam disponíveis para ela. A surpresa foi mais do que positiva: ela ganhou cerca de 85% de desconto, o que diminuiu o montante para R$ 3.700. Além do desconto, para cada uma das quatro dívidas, ela conseguiu parcelar os valores, que ficaram em parcelas entre R$ 40 a R$ 80.

“O programa foi muito bom para mim. Além da porcentagem de desconto, eles me deram um parcelamento que coube no meu bolso, não foi aquela situação que você não consegue pagar nem a parcela. Eu já olhei no aplicativo do Santander e a dívida saiu de imediato, no momento em que eu fechei o contrato de negociação e eles emitiram os boletos, meu nome já não aparecia mais como devedora para o banco, e olha que eu ainda nem paguei a primeira parcela.”

O Palácio dos Correios está localizado na Praça Pedro Lessa, 1, esquina com a Avenida São João, Vale do Anhangabaú. O atendimento vai de 4 a 28 de março, das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira e é gratuito. Além disso, também é possível regularizar as pendências nas mais de 11 mil agências dos Correios do Brasil, a partir de uma taxa de R$ 4,20. “Nós e nossos mais de 80 mil funcionários estão engajados com o feirão”, disse Renato Rosa, superintendente estadual dos Correios.

Negociação online

Para consultar as ofertas, consumidores podem acessar os canais oficiais da empresa de forma online:

Confira as últimas notícias de Invest:

Mais de Invest

Por que a NTN-B do Tesouro está pagando IPCA+6? Veja se vale a pena investir

Pé-de-meia: pagamento de R$ 200 por frequência começa dia 25

Receita Federal libera consulta ao lote residual do IR; veja se você recebe

Dólar volta a subir com tensões fiscais e expectativas nos mercados internacionais

Mais na Exame