Acompanhe:

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) suspendeu por 15 dias o Plano de Demissão Voluntária (PDV) da Eletrobras. A decisão interrompe os desligamentos que ainda não foram homologados e as datas-limite do PDV.

A decisão foi tomada na sexta-feira pelo ministro Agra Belmonte, que alegou que a empresa não apresentou manifestação sobre uma proposta de alteração do processo. O TST mediar um acordo entre a Eletrobras e entidades sindicais.

Belmonte também levou em consideração ofícios em que o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, demonstrou preocupação com os planos os desligamentos e pediu a suspensão.

O PDV foi anunciado em junho, com uma meta de desligar até 1.574 funcionários. O processo poderia atingir quase 19% do quadro de pessoal da empresa, incluindo a holding e suas subsidiárias.

Um dos pontos questionados pelas entidades sindicais é as condições previstas no programa de demissão seriam mais vantajosas para a diretoria do para os demais empregados.

Em agosto, o ministro do TST realizou uma audiência de conciliação entre as partes, e sugeriu que o PDV tivesse as mesmas condições para todos.

Riscos do PDV

No mês passado, Alexandre Silveira afirmou ao GLOBO que não teve resposta sobre um ofício enviado à Eletrobras que alertava para possíveis riscos do PDV. O ministro afirmou que não há "quase nenhuma interlocução" do governo com a empresa.

"Eu espero que seja mais uma coincidência. Há 40 dias, na véspera de um PDV (programa de demissão voluntária) que a Eletrobras promoveu, eu fiz um ofício à Eletrobras alertando que o PDV poderia fragilizar o setor elétrico. O ofício não teve resposta. Nós estamos atravessando um momento, que é grave, de quase nenhuma interlocução com a Eletrobras, o que nos preocupa".

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Empregados de Furnas recorrem de decisão do STF que liberou AGE da Eletrobras
Brasil

Empregados de Furnas recorrem de decisão do STF que liberou AGE da Eletrobras

Há 3 dias

Governo quer antecipar R$ 26 bi de aportes da privatização da Eletrobras para reduzir conta de luz
Economia

Governo quer antecipar R$ 26 bi de aportes da privatização da Eletrobras para reduzir conta de luz

Há uma semana

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas
seloNegócios

Nike vai demitir 1.600 funcionários em plano para reduzir custos após vendas fracas

Há 2 semanas

Moraes vota para permitir demissão de funcionário de estatal sem motivação
Brasil

Moraes vota para permitir demissão de funcionário de estatal sem motivação

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais