Acompanhe:

Petrobras (PETR4, PETR3) se compromete a priorizar transferidos por venda de ativos

A movimentação dos empregados após as vendas de ativos está na pauta das discussões do Acordo Coletivo de Trabalho

Modo escuro

Continua após a publicidade
Petrobras: em 2023, aproximadamente 450 empregados que manifestaram interesse em movimentação foram realocados ou autorizados a realizar teletrabalho integral (SOPA Images/Getty Images)

Petrobras: em 2023, aproximadamente 450 empregados que manifestaram interesse em movimentação foram realocados ou autorizados a realizar teletrabalho integral (SOPA Images/Getty Images)

A Petrobras informou à Federação Única dos Petroleiros (Fup) e à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) nesta terça-feira, 10, em uma carta-compromisso, que nos próximos dois anos dará prioridade aos processos internos de novas vagas a empregados que tenham sido transferidos, em função de venda ou desmobilização de ativos, e queiram retornar à lotação de origem.

A movimentação dos empregados após as vendas de ativos está na pauta das discussões do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) deste ano com os sindicatos da categoria.

Segundo a Petrobras, em 2023, aproximadamente 450 empregados que manifestaram interesse em movimentação foram realocados ou autorizados a realizar teletrabalho integral.

"Serão priorizados os funcionários abrangidos nos planos de pessoal relativos a desinvestimentos, descomissionamentos e hibernações, entre 01 janeiro de 2019 e 26 de janeiro de 2023", informou a estatal em nota.

De acordo com o comunicado, "a Petrobras irá conciliar a admissão de novos empregados com a mobilidade dos mais experientes. As movimentações acontecerão de forma integrada ao cronograma de ingressos e formação dos novos empregados com objetivo de garantir a continuidade segura das operações nas unidades em que haverá movimentações."

Mudança

No programa de mobilidade interna da companhia estão garantidos o pagamento das viagens ao estado de origem do trabalhador e da sua família (dependentes cadastrados), assim como o reembolso dos custos da mudança.

"Outra novidade é que, se houver vagas disponíveis, os empregados do regime especial poderão migrar para área administrativa, com alteração de regime, e receber valor equivalente à indenização de supressão de regime, conforme padrões internos vigentes e em caráter excepcional", informou a empresa.

Ainda segundo a estatal, os avanços no programa de mobilidade interna estão

alinhados aos novos direcionadores estratégicos, que preveem a regionalização de atividades, a reocupação de prédios anteriormente desmobilizados e o teletrabalho.

Nas discussões do ACT 2023, cuja terceira rodada foi realizada na segunda-feira, 9, quando foi entregue a segunda contraproposta da empresa, os sindicatos também pedem o compromisso da Petrobras sobre a saúde mental e a segurança dos trabalhadores transferidos contra a vontade pela gestão anterior.

Nesta terça-feira, 10, a Fup se reuniu com a FNP sobre os calendários conjuntos de assembleia e atuação em torno das negociações do ACT 2023. Serão realizadas assembleias por todo o País para votar a contraproposta da Petrobras.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Em momento de baixa nas ofertas públicas de ações nos EUA, 'IPO privado' aparece como opção
seloMercados

Em momento de baixa nas ofertas públicas de ações nos EUA, 'IPO privado' aparece como opção

Há 10 horas

Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC
seloMercados

Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC

Há 17 horas

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett
seloMercados

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett

Há um dia

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett
seloMercados

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais