Invest

Itaú tem lucro de R$ 9,77 bilhões no 1º tri – alta de 15,8%

Carteira de crédito expandida do banco alcançou R$ 1,18 trilhão, aumento de 2,8%

Itaú tem lucro líquido de R$ 9,77 bilhões no primeiro trimestre deste ano (Itaú/Divulgação)

Itaú tem lucro líquido de R$ 9,77 bilhões no primeiro trimestre deste ano (Itaú/Divulgação)

Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Repórter de Invest

Publicado em 6 de maio de 2024 às 18h44.

Última atualização em 7 de maio de 2024 às 09h54.

O Itaú (ITUB4), maior banco da América Latina, começou 2024 com o pé direito e teve um lucro líquido de R$ 9,77 bilhões no primeiro trimestre deste ano. O resultado representa uma alta de 15,8% frente ao mesmo período do ano passado, e de 3,9% contra o saldo do trimestre anterior.

O resultado, mais uma vez, ficou em linha com a expectativa de analistas. O consenso da LSEG (antiga Refinitiv) esperava um resultado de R$ 9,734 bilhões.

O retorno sobre patrimônio líquido (ROE) do Itaú, que indica a capacidade do banco de rentabilizar seu capital, ficou em 21,9%, acima do ROE de 21,2% do trimestre passado. Em base anual, o ROE subiu 1,2 ponto percentual (p.p.) em base anual.

Segundo o banco, o resultado veio na esteira do aumento da margem financeira com clientes, impulsionado pelo efeito positivo do crescimento da carteira de crédito e pela maior margem com passivos, e aumento das receitas de serviços e seguros.

“Nos últimos 12 meses, destaco o crescimento de 7,4% da nossa margem financeira com clientes e o nosso índice de eficiência de 39,6% – o melhor da história. Os números apresentados hoje reforçam o compromisso do Itaú Unibanco com seus objetivos estratégicos”, disse, em nota, Alexsandro Broedel, CFO do Itaú.

A margem financeira subiu 8,9% em um ano, para R$ 26,880 bilhões. Já a margem com clientes, que contabiliza os ganhos gerados pelas operações de crédito, teve alta de 7,4%, para R$ 25,821 bilhões. As margens com juros e as receitas com serviços somaram R$ 40,353 bilhões, alta de 7,8% em um ano, mas uma queda de 1,5% em três meses.

Carteira de crédito e inadimplência

A carteira de crédito expandida do Itaú alcançou R$ 1,18 trilhão no primeiro trimestre deste ano – um aumento de 2,8%. 

Por sua vez, o índice de inadimplência longo da carteira, com atrasos acima de 90 dias, caiu para 2,7% – queda de 0,2 p.p. frente ao mesmo período do ano anterior. Na comparação com o trimestre anterior, o índice recuou 0,1 p.p..

Acompanhe tudo sobre:ItaúBalanços

Mais de Invest

Ibovespa abre em alta mesmo com IPCA acima do esperado

2 gatilhos que podem fazer a bolsa disparar e uma ação para ter em junho

IPCA, cautela na Europa, produção de petróleo e queda do minério de ferro: o que move o mercado

Calendário de licenciamento de 2024: Detran-SP divulga datas para pagamento; veja

Mais na Exame