Invest

Ibovespa fecha no pior patamar do ano, apesar de PIB mais forte no 1º trimestre

Em novo sinal de desaceleração nos Estados Unidos, relatório de empregos revelou queda no número de vagas disponíveis

B3: Ibovespa cai 0,19% e fecha em 121.802 pontos (Germano Luders/Exame)

B3: Ibovespa cai 0,19% e fecha em 121.802 pontos (Germano Luders/Exame)

Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

Repórter de Invest

Publicado em 4 de junho de 2024 às 10h46.

Última atualização em 4 de junho de 2024 às 17h56.

Tudo sobreIbovespa
Saiba mais

O Ibovespa caiu 0,19% nesta terça-feira, 4, e fechou em 121.802 pontos, o menor patamar do ano. O movimento de baixa nesta terça foi puxado principalmente pelas ações da Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4), que têm participação relevante no índice. A desvalorização teve como pano de fundo a queda de preços de commodities no mercado internacional. Nesta terça, novos dados da atividade dos Estados Unidos voltaram a sair pior que o esperado, com o relatório de empregos revelando uma quantidade menor de vagas disponíveis. Na véspera, índices de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos indicaram um nível de atividade mais fraca em maio. As ações da Vale e Petrobras caíram pouco mais de 1%.

Ibovespa agora

  • Ibovespa: -0,19%, 121.802 pontos

As quedas de Vale e Petrobras praticamente ofuscaram os dados mais fortes para o Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre. O crescimento foi de 2,5% na comparação anual ante um consenso de 2,2% de alta, enquanto o PIB do primeiro trimestre foi de 0,8%. Os números, no entanto, tiveram pouco efeito sobre a bolsa, que segue operando ao sabor da maior cautela externa.

Claudia Moreno, economista do C6 Bank, avalia que o pagamento de precatórios, aumento do salário mínimo e a alta colheita de grãos ajudaram a puxar o crescimento mais forte no primeiro trimestre. Mas projeção da economista é de desaceleração do PIB até o fim do ano, fechando próximo de 2,2%. "O impacto das chuvas do Rio Grande do Sul ainda são incertos. Mas os investimentos que serão feitos deverão compensar o efeito negativo", diz em nota.

Acompanhe tudo sobre:Ibovespa

Mais de Invest

“Não tente acertar o futuro”: a lição de Howard Marks a investidores brasileiros

Renda variável x renda fixa: como escolher o que é melhor para mim?

“Continuamos acreditando que o governo vai fazer o certo”, diz CEO do Santander

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 65 milhões na poupança

Mais na Exame