Invest

CVM adia início do novo marco regulatório de fundos

Resolução 175 foi aprovada no fim do ano e é considerada uma boa notícia para o investidor de varejo por abrir opção a maior gama de investimentos

Fundos imobiliários já respondem por 1/3 do AUM da Valora (Divulgação/Shutterstock)

Fundos imobiliários já respondem por 1/3 do AUM da Valora (Divulgação/Shutterstock)

Raquel Brandão
Raquel Brandão

Repórter Exame IN

Publicado em 29 de março de 2023 às 08h05.

Última atualização em 29 de março de 2023 às 08h08.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu, na noite de terça-feira, 28 de março, prorrogar o prazo do novo marco regulatório de fundos para 2 de outubro, atendendo manifestações de representantes do mercado que pediam mais tempo para se adaptarem.

A resolução 175 foi aprovada no fim do ano e é considerada uma boa notícia para o investidor de varejo. A partir dele, será possível escolher entre uma gama mais variada de investimentos, que antes estava restrita aos grandes investidores de mercado, aqueles com mais de 1 milhão de reais para investir. As mudanças trarão mais autonomia ao investidor, segundo especialistas ouvidos pela EXAME.

Leia aqui: Pequeno investidor ganha acesso à sala VIP do mercado de fundos

Segundo o presidente da CVM, João Pedro Nascimento, é importante que os participantes do segmento se sintam encorajados e determinados a se adequarem à nova regra. "Política pública bem feita é aquela construída ouvindo os agentes privados. Temos convicção de que a CVM seguirá firme com os objetivos de oferecer segurança jurídica, simplificação e democratização para o mercado de capitais.”

As postergações incluem a adaptação do estoque dos FIDC hoje em funcionamento normal ao novo marco regulatório, que passa de 1º de dezembro deste ano para 1º de abril de 2024, mas o prazo final de adaptação de toda indústria continua sendo 31 de dezembro de 2024.

Veja também:

Acompanhe tudo sobre:Exame HojeFundos de investimentoCVM

Mais de Invest

Bolsas da Europa fecham em alta, após quedas com incerteza política e acompanhando CPI dos EUA

Fed mantém juro inalterado nos EUA e projeta apenas um corte neste ano

Apple ultrapassa Microsoft impulsionada por IA e se torna a empresa mais valiosa do mundo

PIS 2024: Caixa paga abono salarial para dois grupos em junho; veja como sacar

Mais na Exame