Acompanhe:

Bolsa de Tóquio cai 0,36%, com perdas de exportadoras

Preocupação de investidores puxaram papéis de exportadoras para baixo

Índice Nikkei 225 fechou em baixa, aos 9.556,65 pontos (Getty Images)

Índice Nikkei 225 fechou em baixa, aos 9.556,65 pontos (Getty Images)

R
Roberto Carlos dos Santos

18 de abril de 2011, 07h24

Tóquio - A Bolsa de Tóquio encerrou o dia negativa e com baixo volume, diante de um iene mais firme e das preocupações dos investidores com balanços que puxaram para baixo ações de exportadoras como Sony e TDK.

O índice Nikkei 225 caiu 0,36% e fechou aos 9.556,65 pontos, após o recuo de 0,65 pontos registrado na sexta-feira. O volume caiu para apenas 1,65 bilhão de ações, o pior resultado desde 26 de janeiro.

Desde o começo, o pregão oscilou entre altas e baixas. O iene forte, combinado com o decisão da China de aumentar a parcela que os bancos devem manter como reserva (compulsório bancário), atingiu as empresas exportadoras.

Os papéis da TDK retrocederam 3,7%, enquanto os da Sony sofreram perda de 1,4%. As ações da fabricante de máquinas de construção Komatsu - que tem forte atuação na China - fecharam em baixa de 1,2%.

Tokyo Electric Power (Tepco) começou o dia forte, mas logo arrefeceu depois que a empresa aumentou de seis para nove meses o prazo para controlar a crise nuclear provocada pelo acidente na Fukushima Daiichi. Acabou fechando com perda de 0,4%. Os investidores também continuam a evitar riscos, à espera de balanços das grandes empresas japonesas após o terremoto seguido de tsunami ocorrido em 11 de março. As informações são da Dow Jones