Acompanhe:

Altas da Netflix e Alibaba, China corta compulsório e Terra Santa: 4 assuntos que movem o mercado

Ações sobem no mercado internacional impulsionadas por resultados e estímulos chineses

Modo escuro

Continua após a publicidade
HOLLYWOOD, CA - APRIL 19: General views of the Netflix Hollywood campus on Vine on April 19, 2022 in Hollywood, California.  (Photo by AaronP/Bauer-Griffin/GC Images) (Bauer-Griffin/Getty Images)

HOLLYWOOD, CA - APRIL 19: General views of the Netflix Hollywood campus on Vine on April 19, 2022 in Hollywood, California. (Photo by AaronP/Bauer-Griffin/GC Images) (Bauer-Griffin/Getty Images)

O apetite ao risco predomina no mercado internacional nesta quarta-feira, 24, com resultados corporativos e novos estímulos da China contribuindo com o ambiente positivo.

Netflix em alta

Mesmo próximo das máximas históricas, os índices futuros sinalizam mais um pregão de alta nas bolsa de Nova York. Por lá, as ações da Netflix têm tudo para ser o principal destaque do pregão do dia. Ainda no pré-mercado, os papéis da companhia de streaming disparam quase 10%, com investidores repercutindo o balanço do quarto trimestre e o guidance para este ano. A Netflix teve a maior adição líquida de assinantes de sua história no trimestre, acrescentando 13,12 milhões à sua base. O lucro foi de US$ 938 milhões e receita de US$ 9,24 bilhões.

Ma compra Alibaba e ação sobe

Investidores também aumentaram as apostas nas ações da varejista chinesa Alibaba, que disparou 7,3% em Hong Kong, após seu fundador Jack Ma ter aumentado sua participação na empresa. Os papéis, que vinham sofrendo com o maior pessimismo com investimentos na China, acumulavam mais de 40% em um ano. O Alibaba é a segunda empresa com maior peso no índice Hang Seng, com 8,29% de participação e atrás apenas do HSBC. Com a disparada, o índice de Hong Kong fechou em alta de 4,59% nesta madrugada.

China reduz compulsório

Outro fator que impulsionou a bolsa asiática foi a nova rodada de estímulos da China. Desta vez, veio do lado monetário, com a redução do percentual dos depósitos que os bancos precisam deixar em reserva, o chamado depósito compulsório. A queda anunciada pelo banco central chinês foi de 0,50 ponto percentual. Na prática, a medida aumenta o volume de dinheiro na economia, já que libera a quantidade de dinheiro disponível para os bancos emprestarem. A medida ocorre pouco após fontes da Bloomberg afirmarem que o governo local irá injetar mais de US$ 300 bilhões no mercado de ações local.

Terra Santa (LAND3), mas menos valiosa

A Terra Santa (LAND3) teve o valor de suas terras reduzido em laudo da Standard & Poor's de R$ 3.636 bilhões, em 2022, para R$ 2,993 bilhões. Os montantes consideram os valores da terra nua e das benfeitorias. A redução, explicou a S&P foi influenciada principalmente pela queda do preço da saca de soja.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
GP da China de F1 2024: veja horários e onde assistir ao vivo
Esporte

GP da China de F1 2024: veja horários e onde assistir ao vivo

Há 9 horas

Importação de aço chinês bate recorde na América Latina e cresce pressão do setor por tarifas
Economia

Importação de aço chinês bate recorde na América Latina e cresce pressão do setor por tarifas

Há 11 horas

Maratonista chinês é suspeito de ter recebido ajuda para vencer prova; veja vídeo
Esporte

Maratonista chinês é suspeito de ter recebido ajuda para vencer prova; veja vídeo

Há 12 horas

Para Wagner Moura, o cinema traz sensações, mas o streaming dissemina a cultura
Pop

Para Wagner Moura, o cinema traz sensações, mas o streaming dissemina a cultura

Há 13 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais