Acompanhe:

Demissões no Spotify, alta do Bitcoin e entrada de estrangeiros: 3 assuntos que movem o mercado

Bolsas recuam após rali que levou S&P 500 ao maior patamar do ano; bolsa brasileira recebeu mais de R$ 20 bilhões de capital externo em novembro

Modo escuro

Continua após a publicidade
Daniel Ek, CEO e fundador do Spotify: empresa anunciou lay-off de 17% da força de trabalho (Ilya S. Savenok/Getty Images/Getty Images)

Daniel Ek, CEO e fundador do Spotify: empresa anunciou lay-off de 17% da força de trabalho (Ilya S. Savenok/Getty Images/Getty Images)

Bolsas internacionais recuam na manhã desta segunda-feira, 4. em realização de lucros após o otimismo por cortes de juros nos Estados Unidos ter levado o S&P 500, principal índice americano de ações, ao maior nível do ano. A tese de que o Federal Reserve inicie o afrouxamento monetário ainda no primeiro trimestre tem ganhado força entre grandes investidores, como Bill Ackman.

Entrada de estrangeiros na bolsa

A expectativa de cortes de juros mais cedo nos Estados Unidos tem aumentado a busca por ativos mais arriscados, como investimentos em países emergentes. O Brasil esteve esteve entre os mais beneficiados, com o Ibovespa subindo 12,54% em novembro. A alta foi puxada especialmente pela entrada de estrangeiros, que colocaram cerca de R$ 21 bilhões na bolsa brasileira em novembro, mês de maior entrada de capital externo do ano. O dólar, que especialistas esperam que fecha o ano a R$ 5, encerrou o último pregão abaixo de R$ 4,90.

O maior apetite ao risco motivado pela esperança de juros mais baixos nos Estados Unidos também se reflete no mercado de criptomoedas. Nesta segunda, o Bitcoin sobe cerca de 3% frente ao dólar, chegando a superar a marca de US$ 42.000. O patamar é o mais alto em vinte meses. A criptomoeda, que sofreu fortes quedas diante da alta de juros dos Estados Unidos, já acumula mais de 150% de valorização.

Bitcoin em alta

Parte dos especialistas em criptoativos, inclusive, ainda acredita que há espaço para a moeda não só voltar à casa dos US$ 50.000, como atingir novas máximas nos próximos meses, tendo no radar o 'halving' previsto previsto para o ano que vem. A partir do evento, como é tratado no mercado de cripto, o ritmo de emissões de novos Bitcoins cai pela metade, reduzindo a oferta no mercado.

Demissões no Spotify

Enquanto no mercado financeiro investidores já precificam dias melhores, na economia real, o momento segue de desafios. No Spotify, o CEO Daniel Ek anunciou um programa de layoff para dispensar 17% dos trabalhadores da companhia. O objetivo, afirmou, é a redução de custos. De acordo com fontes da CNBC, cerca de 1.500 funcionários deverão ser mandados embora pela companhia. As ações do Spotify sobem pouco mais de 1% no pré-mercado. Os papéis acumulam alta de 120% no ano. 

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Ações da MicroStrategy são uma 'jogada oportuna' diante do halving do bitcoin, diz Benchmark
Future of Money

Ações da MicroStrategy são uma 'jogada oportuna' diante do halving do bitcoin, diz Benchmark

Há 3 horas

Resultado misto da Ambev (ABEV3) cai como água no chope para investidores e ações despencam 7%
seloMercados

Resultado misto da Ambev (ABEV3) cai como água no chope para investidores e ações despencam 7%

Há 4 horas

BlackRock lança no Brasil ETF com lastro em Bitcoin recém-aprovado pela SEC
seloMercados

BlackRock lança no Brasil ETF com lastro em Bitcoin recém-aprovado pela SEC

Há 5 horas

ETFs de bitcoin batem recorde com US$ 7,7 bilhões em volume diário de negociação
Future of Money

ETFs de bitcoin batem recorde com US$ 7,7 bilhões em volume diário de negociação

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais