Ações avançam, Nikkei termina perto da estabilidade

Declarações conciliadoras do presidente russo Vladimir Putin na quinta-feira acalmaram alguns temores

Tóquio – As ações asiáticas avançaram nesta sexta-feira, uma vez que declarações conciliadoras do presidente russo Vladimir Putin na quinta-feira acalmaram alguns temores, embora investidores ainda monitaressem atentamente a situação na fronteira ucraniana.

Dúzias de veículos militares pesados russos se aglomeraram no local enquanto Moscou e Kiev buscavam acertar procedimentos para que ajuda humanitária cruze a fronteira.

Às 7h43 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,24 por cento, posicionado para um ganho semanal de mais de 2 por cento.

O índice japonês Nikkei fechou perto da estabilidade, embora tenha avançado 3,7 por cento na semana, maior ganho semanal desde meados de abril.

Alguns estrategistas disseram que o baixo desempenho do mercado japonês neste ano em comparação a outros grandes mercados provavelmente o fará parecer uma atraente jogada de valor, particularmente dada a perspectiva de maiores compras do fundo de investimento de pensão do governo, de 1,2 trilhão de dólares. O fundo deve anunciar mais alocações para papéis domésticos mais tarde deste ano.

O Nikkei caiu cerca de 6 por cento desde o começo do ano, atrás da alta de 5,8 por cento do S&P 500 e um desempenho estável do índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.