Acompanhe:

A Nyse chegou ao Brasil

Nova plataforma será como uma "espécie de mercado de balcão para ações"


	Nyse irá se unir à brasileira ATG para constituir uma plataforma alternativa
 (Mario Tama/ Getty Images)

Nyse irá se unir à brasileira ATG para constituir uma plataforma alternativa (Mario Tama/ Getty Images)

M
Maria Luiza Filgueiras

5 de novembro de 2012, 12h44

São Paulo - A Bolsa de Nova York (Nyse) anuncia hoje o fechamento de um acordo com a brasileira ATG, empresa de tecnologia, para constituir uma plataforma de negociação de ações no país.

Como EXAME antecipou em reportagem publicada em julho, essa plataforma vai funcionar como uma bolsa -- os investidores poderão comprar e vender ações por meio dela, de forma eletrônica. Mas não haverá listagem de novas empresas: os papéis negociados serão os mesmos da BM&F Bovespa.

Plataformas como essa são comuns no exterior e têm o objetivo de dar maior liquidez às ações. Um dos executivos envolvidos no projeto diz que ela será como um "mercado de balcão para ações".

Dominique Cerutti, presidente da Nyse Euronext, está no Rio hoje para assinatura do contrato com a ATG e anúncio ao mercado.