Invest

Quanto custa fazer um testamento em cartório?

Os custos para fazer um testamento em cartório podem variar de acordo com o estado e o valor dos bens envolvidos

Se você não fizer um testamento, a distribuição dos bens seguirá as regras do Código Civil (RichLegg/Getty Images)

Se você não fizer um testamento, a distribuição dos bens seguirá as regras do Código Civil (RichLegg/Getty Images)

Publicado em 10 de junho de 2024 às 16h36.

Tudo sobreHerança
Saiba mais

Fazer um testamento é uma medida importante para garantir que seus bens sejam distribuídos de acordo com seus desejos após a sua morte.

Além de proporcionar segurança jurídica, o testamento ajuda a evitar conflitos familiares. Neste artigo, você vai saber quanto custa fazer um testamento em cartório, quais os tipos desse documento e se é obrigado a fazê-lo.

Tipos de testamento

Existem três principais tipos de testamento, cada um com suas próprias características e custos:

Testamento público

O testamento público é redigido por um tabelião em um cartório de notas, na presença de duas testemunhas. Este tipo de testamento é registrado publicamente, o que proporciona maior segurança jurídica e transparência.

Vantagens:

  • Maior segurança jurídica.
  • Registro público, evitando fraudes e extravios.

Desvantagens:

  • Custos mais elevados devido às taxas de cartório.
  • Menor privacidade.

Testamento particular

O testamento particular é escrito pelo próprio testador e deve ser assinado por ele e por três testemunhas. Não envolve custos de cartório, mas sua validade pode ser contestada.

Vantagens:

  • Sem custos de cartório.
  • Maior privacidade.

Desvantagens:

  • Menor segurança jurídica.
  • Necessidade de reconhecimento judicial para validação.

Testamento cerrado

O testamento cerrado é uma combinação dos tipos anteriores. É escrito pelo testador, lacrado e entregue ao tabelião na presença de duas testemunhas, garantindo maior privacidade com alguma segurança jurídica.

Vantagens:

  • Privacidade do conteúdo.
  • Certificação de autenticidade pelo tabelião.

Desvantagens:

  • Risco de extravio se não guardado adequadamente.
  • Custos intermediários.

Custos de um testamento em cartório

Os custos para fazer um testamento em cartório podem variar de acordo com o estado e o valor dos bens envolvidos. Em média, os valores podem oscilar entre R$ 300,00 e R$ 1.700,00. Este valor cobre a redação, as testemunhas e o registro do documento.

Por que fazer um testamento em cartório?

Elaborar um testamento em cartório oferece várias vantagens, como segurança jurídica, prevenção de fraudes e maior tranquilidade para o testador e seus herdeiros. O registro em cartório garante que o documento será respeitado e executado conforme os desejos do testador.

Sou obrigado a fazer um testamento em cartório?

Não é obrigatório fazer um testamento em cartório, mas é altamente recomendável para garantir sua validade jurídica e segurança. Testamentos feitos em cartório (público e cerrado) são menos suscetíveis a contestação e extravio, proporcionando maior tranquilidade tanto para o testador quanto para seus herdeiros.

O que acontece se eu não fizer testamento em cartório?

Se você não fizer um testamento em cartório, a distribuição de seus bens seguirá as regras da sucessão legítima estabelecidas pelo Código Civil, que define a ordem dos herdeiros (cônjuge, filhos, pais, etc.). Isso pode não refletir seus desejos específicos de distribuição de patrimônio, além de possivelmente gerar disputas entre os herdeiros.

Por que isso é importante?

Fazer um testamento em cartório é um passo crucial para garantir que seus bens sejam distribuídos conforme sua vontade. Embora haja um custo associado, os benefícios de segurança e tranquilidade superam os gastos. Para mais informações sobre testamentos e planejamento sucessório, visite a seção de finanças da Revista Exame.

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:Herdeiros

Mais de Invest

Quanto rende R$ 1 milhão a 105% do CDI?

Caixa abre apostas exclusivas para Quina de São João; veja como apostar

Por que o dólar está forte no mundo (e o que poderia fazer o preço cair)

Mega-Sena: quanto rendem R$ 35 milhões na poupança

Mais na Exame