Exclusivo: com usina solar própria, MRV se prepara para vender energia

Construtora tem programadas outras duas usinas fotovoltaicas. Disponibilidade de energia limpa e barata leva a empresa a repensar o modelo de construção

A MRV inaugura na próxima semana sua primeira usina de geração de energia solar. Localizada em Uberaba, no Triângulo Mineiro, a usina terá capacidade de 1 milhão de quilowatts/hora, o suficiente para abastecer uma cidade de 25 mil habitantes, por um mês. A ideia é usar essa energia para abastecer a própria operação, mas, a MRV tem planos ambiciosos para esse novo negócio. 

Com a energia gerada em Uberaba, a expectativa é de uma economia anual de 800 mil reais. A empresa investiu 3,4 milhões de reais na usina e espera um payback em três ou quatro anos. A MRV pretende inaugurar outras duas usinas, em 2021, uma em Lapão, na Bahia, e outra em São José dos Pinhais, no Paraná. Dessa forma, sua capacidade de geração será suficiente para abastecer uma cidade de 30 mil habitantes, por um ano. “Consideramos até vender o excedente para terceiros”, afirma Raphael Lafetá, diretor de sustentabilidade da construtora. 

Assine a newsletter Exame.ESG e descubra como a sustentabilidade empresarial impacta diretamente a performance de seus investimentos 

A opção por construir a própria usina se deu em função da falta de projetos de grande porte. “Quando tomamos a decisão, não havia fazendas solares grandes o suficiente”, afirma Lafetá. Com a disponibilidade de energia limpa e barata, a MRV pretende repensar o uso da eletricidade nas obras, trocando o diesel pelas baterias. 

Segundo Lafetá, a opção pelo diesel se dá pela mobilidade e pelo custo da energia. O segundo obstáculo é contornado com a geração solar, já o primeiro depende do desenvolvimento de novos equipamentos. “Vamos provocar nossos fornecedores para que desenvolvam soluções a baterias”, diz o executivo. “Podemos pensar, por exemplo, em empilhadeiras e betoneiras elétricas.”

A usina de Uberaba estará conectada à rede da Cemig, distribuidora de energia que atende o estado de Minas Gerais. Dessa forma, será possível entregar a eletricidade renovável em qualquer lugar. Nesse modelo, os proprietários de imóveis construídos pela MRV também podem comprar a energia por meio de cooperativas, obtendo um desconto na conta de luz. 

Essa não é a primeira vez que a MRV se envolve em projetos de energia solar. Desde 2017, a construtora vem instalando painéis solares em seus empreendimentos. Já são mais de 2,5 mil unidades habitacionais abastecidas por painéis solares, o que significa uma economia de mais de 1 milhão de reais para os moradores. Até este ano, foram investidos 800 milhões de reais no programa. 

Confira esta seleção de empresas sustentáveis para investir. Acesso gratuito ao relatório.

Energia solar avança durante a pandemia

O Brasil possui atualmente mais de 330 mil sistemas fotovoltaicos conectados à rede, em cerca de cinco mil municípios. Neste mês, a geração solar em telhados de residências atingiu a marca de 4 gigawatts de potência instalada, o que permite o abastecimento de mais de 400 mil casas, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Na matriz elétrica brasileira, no entanto, a participação do sol ainda está abaixo de 2%. A geração hidrelétrica responde por cerca de 70% da energia consumida no país.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.