Inteligência Artificial

OpenAI pode lançar 'novo Google' na segunda-feira, 13

Fabricante do ChatGPT deve lançar próprio serviço de busca, que ainda não teve o nome revelado

ChatGPT: novo serviço de busca da OpenAI vai incorporar inteligência artificial (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

ChatGPT: novo serviço de busca da OpenAI vai incorporar inteligência artificial (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

Laura Pancini
Laura Pancini

Repórter de Tecnologia e Inteligência Artificial

Publicado em 10 de maio de 2024 às 13h02.

Última atualização em 10 de maio de 2024 às 13h09.

Tudo sobreInteligência artificial
Saiba mais

A OpenAI pode estar prestes a anunciar o próprio serviço de busca para competir diretamente com o Google. O novo serviço, cujo nome ainda não foi revelado, é uma extensão direta e conectada ao famoso ChatGPT.

O produto deve extrair informações diretamente da web e incluir citações em suas respostas, como o Google tenta fazer com a ferramenta SGE, que conta com o auxílio de IA. As informações são dos portais Reuters, The Information e Bloomberg.

O momento do possível anúncio também é interessante: seria feito um dia antes do Google I/O, conferência anual para desenvolvedores realizada pela empresa de Sundar Pichai. Inclusive, o Google deve apresentar novidades que incrementam o buscador com IA, segundo fontes próximas à EXAME, que estará presente no evento em Mountain View, Califórnia.

OpenAI deletou dados e demitiu funcionários envolvidos em antigo projeto

O motivo por trás do novo projeto da OpenAI

Desde sua abertura em 2022, o ChatGPT tem tido problemas para oferecer informações atualizadas. Esse sempre foi o forte do Google, que pôde facilmente incorporar as informações em tempo real da internet em ferramentas como o chatbot Gemini.

Já a OpenAI teve que fechar uma parceria com o Bing, da Microsoft, e passou a oferecer respostas mais precisas para assinantes pagos. Outra tentativa foi a criação de plug-ins, mas a iniciativa foi interrompida em abril.

O novo produto da empresa de Sam Altman não só precisa competir com gigantes estabelecidos como o Google, mas também com startups que já usam IA para otimizar buscas.

Segundo fontes, a 'busca do ChatGPT' deve também competir com a Perplexity, startup de IA avliada em US$ 1 bilhão e fundada por um ex-pesquisador da OpenAI. A empresa já oferece hoje um serviço de busca que oferece citações, imagens e respostas geradas por IA.

Microsoft está desenvolvendo o próprio modelo de IA — para provar que não precisa da OpenAI Metódico e cientificamente aprimorado: veja a rotina do bilionário Sam Altman
Acompanhe tudo sobre:OpenAIGoogleInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Em um ano, Shutterstock fez US$ 104 milhões com inteligência artificial

ChatGPT fica fora do ar e OpenAI investiga causa

Asus anuncia portfólio de notebooks com IA da Microsoft

Libera geral: X, antigo Twitter, oficializa a permissão para conteúdo adulto e feito com IA

Mais na Exame