• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Startup que cultiva alimentos no deserto recebe aporte de US$ 60 mi

Pure Harvest, dos Emirados Árabes Unidos, quer diminuir necessidade de importação de alimentos em países de clima desértico
Pure Harvest: startup do Oriente Médio cultiva frutas e verduras no deserto (Getty Images/Christopher Pike/Bloomberg)
Pure Harvest: startup do Oriente Médio cultiva frutas e verduras no deserto (Getty Images/Christopher Pike/Bloomberg)
Por Thiago LavadoPublicado em 16/03/2021 09:16 | Última atualização em 16/03/2021 09:16Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A startup de tecnologia em agricultura Pure Harvest, de Abu Dhabi, anunciou um novo aporte de 60 milhões de dólares para expandir sua atuação no Oriente Médio. A informação é da rede americana CNBC.

A empresa cultiva frutas e vegetais em estudas no deserto dos Emirados Árabes Unidos e já tem planos de fazer o mesmo em outros países de clima semelhante, como a Arábia Saudita e o Kuwait.

Nesses lugares, o clima do deserto faz com que parte dos alimentos, especialmente os mais frescos, precisem ser importados, e a pandemia de covid-19 trouxe riscos adicionais.

Com a captação, a empresa já pretende ampliar portfólio de produção e iniciar um projeto na Arábia Saudita.

Apesar do sucesso em levantar os fundos — até agora já foram 200 milhões de dólares —, a Pure Harvest tem desvantagem em relação a agritechs de outros países com mercado de investimento de risco mais desenvolvido, como os Estados Unidos e a Ásia.

"Em uma indústria como a nossa, que é extremamente intensiva em capital, estamos relativamente subfinanciados", disse o CEO e cofundador Sky Kurtz à CNBC.

Outros negócios do setor, como a agritech americana Plenty, já levantaram mais de 500 milhões de dólares junto a investidores.

O mercado de investimento de risco está em desenvolvimento no Oriente Médio. Nesta rodada, a empresa recebeu 50 milhões de dólares via títulos islâmicos conhecidos como sukuk, que são um instrumento de débito em linha com a Shariah, lei canônica do Islã. A Shuaa Capital liderou o aporte.

Outros 10 milhões de dólares foram levantados junto à Sancta Capital, com investidores novos e recorrentes da Pure Harvest.