Fundador da BitcoinTrade cria plataforma para 'tokenizar' ativos do mundo real

Daniel Coquieri desenvolve plataforma de security tokens que pretende transformar ativos reais em tokens em blockchain: de dívidas à jogadores de futebol

Daniel Coquieri é um reconhecido empreendedor do setor de criptoativos e blockchain do Brasil. Fundador da exchange BitcoinTrade, que rapidamente se tornou uma das maiores do país, ele deixou a empresa na negociação de aquisição pela argentina Ripio. Agora, já em uma nova empreitada, tem planos ambiciosos: "tokenizar tudo".

Junto com dois sócios, Coquieri criou a Purus, uma plataforma de lançamento e negociação de security tokens que será inaugurada no final do mês de abril. "Quando a BitcoinTrade foi vendida, já tinha minha saída definida. E, desde então, tenho trabalhado nesse projeto, cujo objetivo é transformar ativos do mundo real, otimizando sua negociação, gerando liquidez e permitindo acesso à produtos novos e atraentes para os investidores", explicou.

Security tokens são ativos digitais que circulam em blockchain e representam ativos de investimento reais, como títulos, dívidas, debêntures, ações ou quaisquer outros. Dois exemplos famosos de security tokens brasileiros são o ReitBZ, lançado pelo BTG Pactual em 2019 e cujos tokens representam cotas num fundo de investimento em imóveis; e o Vasco Token, lançado pelo Mercado Bitcoin e que representam direito de crédito sobre transações de jogadores formados no clube carioca.

A tokenização de direitos de jogadores de futebol, inclusive, é um dos focos da nova plataforma. "Nosso foco está na tokenização em quatro frentes: investimento em startups, direitos de clubes de futebol, dívida e antecipação de recebíveis, e imóveis", disse Coquieri, que garante ter três produtos já confirmados para o lançamento da plataforma, inclusive um em parceria com um famoso clube de futebol brasileiro.

Apesar do produto inovador e dos benefícios intrísecos aos security tokens, Daniel Coquieri sabe que o novo modelo de negócios terá que superar pelo menos dois obstáculos: regulação e educação.

Sobre o primeiro ponto, ele explicou: "Como diz o nosso slogan, amanhã vai ser tudo token. Mas a gente sabe que isso é amanhã, não hoje. Para chegar nesse ponto, precisamos, primeiro, avançar em termos de regulação. Ao mesmo tempo, é a inovação que empurra o regulador. As iniciativas do BTG e do Mercado Bitcoin foram muito importantes nesse sentido, mas ainda há avanços a serem feitos", disse, completando que a Purus é uma das empresas candidatas a participar do sandbox regulatório da CVM, o ambiente de testes para fomento à inovação criado pela autarquia.

Em relação à educação, o empresário afirma que se trata de um modelo de negócios novo, ainda pouco explorado e pouco conhecido pelo grande público, o que exige conscientização para criação de demanda: "A solução é educar, ensinar. Mostrar os riscos, os benefícios, mostrar que é uma solução melhor. E, claro, ter bons produtos. Porque a tecnologia é boa, mas a oferta tem que ser melhor".

A "tokenização" de ativos do mundo real é uma tecnologia capaz de provocar grandes mudanças no mercado de capitais, pois reduz a burocracia e facilita o acesso e a criação de novos produtos de investimento — o que é positivo para emissores e investidores. Os exemplos já realizados no país mostram o potencial desse novo modelo, que deve ganhar cada vez mais força, conforme novas empresas e novos produtos forem lançados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.