Apresentado por DOC24

DOC24 impulsiona a transformação digital em saúde

A startup de telemedicina segue crescendo no Brasil e apresenta seus consultórios inteligentes
 (DOC24/Divulgação)
(DOC24/Divulgação)
e
exame.solutions

Publicado em 30/06/2021 às 09:00.

Última atualização em 30/06/2021 às 09:27.

A telemedicina é uma das ferramentas que mais cresceram nos últimos tempos e o seu uso vem se expandindo exponencialmente nas instituições e empresas de saúde. As consultas médicas virtuais, por meio de plataformas de videoconsulta, tornaram-se uma solução indiscutível na pandemia, pois permitiram às pessoas receber atendimento médico com segurança, graças ao avanço da tecnologia.

Embora a telemedicina tenha sido implementada no Brasil como uma medida para solucionar a crise sanitária e seguir garantindo um atendimento médico seguro, conforme a lei 13.989/20,ela tem mais a oferecer, pois por meio dela os profissionais da saúde têm demonstrado poder alcançar um maior número de pacientes e em lugares mais distantes e/ou de difícil acesso. Os números mostram que os pacientes se acostumaram e gostaram da modalidade. Além disso, a entrada de grandes players neste segmento sinaliza que, assim como o home office e a educação à distância, essa é uma tendência que veio para ficar.

A startup de telemedicina DOC24 é uma das empresas que mais cresceram no Brasil nesta área. Com 2 milhões de consultas realizadas, acompanha e impulsiona a transformação digital de planos de saúde, hospitais, clubes de benefícios, seguradoras e outras empresas por meio de soluções inovadoras e personalizadas.

“A pandemia acelerou a transformação digital das empresas de saúde e nós da DOC24 estamos acompanhando e promovendo esse crescimento por meio de soluções poderosas e personalizadas. Desenvolvemos o software com o look and feel do cliente e oferecemos atendimento médico para as organizações”, explica Fernando Ferrari, Diretor da DOC24.

De olho no futuro, a startup criou, recentemente, uma nova divisão da empresa. Nela, além da videoconsulta, são oferecidas ferramentas de inteligência artificial que permitem realizar, em poucos segundos, medições dos sinais vitais como frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial, nível de estresse, idade facial da pele e estado de bem-estar geral. Os dados contribuem para enriquecer a videoconsulta, fornecendo informações ao médico para detectar sinais de alerta.

Diagnóstica: Consultórios inteligentes

Dentro da Estação Diagnóstica o paciente pode realizar auto check-ups e realizar uma videoconsulta com um especialista (DOC24/Divulgação)

Entre as grandes novidades em saúde digital estão os consultórios inteligentes apresentados pela DOC24, uma aposta disruptiva que promete transformar o conceito de saúde através de cabines e painéis de telemedicina com os quais poderá ser realizado um exame físico no paciente com dispositivos de última geração.

“A Estação Diagnóstica e o Painel Multi Diagnóstica permitem, através de seus dispositivos incorporados, evoluir o conceito de telemedicina. A Estação Diagnóstica é uma cabine que é pensada para indústrias, centros comerciais, aeroportos, entre outros espaços. O paciente poderá realizar um auto-check-up com os dispositivos médicos integrados e realizar uma videoconsulta com um especialista, se necessário. O Painel Multi Diagnóstica é desenvolvido para levar as especialidades médicas aos lugares onde hoje há escassez de recursos e para lugares de difícil acesso por motivos geográficos. O Painel vai permitir que um profissional da saúde possa compartilhar os dados enquanto escuta um paciente, verifica a pressão, faz um eletrocardiograma e realiza muitos outros exames que vão permitir a um médico que está distante e com maior nível de especialização fazer um diagnóstico mais completo ”, acrescenta Fernando Ferrari.

O painel Multi Diagnóstica permite levar especialidades médicas a locais com recursos escassos. (DOC24/Divulgação)

Democratizando o acesso à saúde

Entre as parcerias realizadas pela DOC24 no Brasil, se destaca a ação social realizada pela empresa e a aproximação com a comunidade do Jardim Peri Alto, no extremo norte da cidade de São Paulo, onde vivem cerca de 100.000 pessoas de baixa renda. Essa população passou a ter acesso a consultas online gratuitas para um primeiro atendimento, um grande alívio e incentivo para ficar em casa no meio da pandemia.

“Além disso, estamos desenvolvendo um projeto para viabilizar o atendimento médico de diversas especialidades no interior de alguns estados, onde os pacientes precisam, muitas vezes (e sem exageros), viajar até 800 quilômetros para ver um médico”, comenta o executivo, que diz que 85% dos casos conseguem ser resolvidos sem a necessidade de encaminhar o paciente a um atendimento presencial imediato.

As transformações culturais e a evolução digital estão mudando as formas de acesso à saúde para sempre, onde a tecnologia se apresenta como a principal protagonista da mudança.