Future of Money

Tesla, Mercado Livre e outras empresas investem em bitcoin; descubra quais

Grandes empresas listadas em bolsa apostam no bitcoin como estratégia de tesouraria mesmo em “inverno cripto”; saiba quais são

Tesla, Mercado Livre e outras empresas investem em bitcoin (SOPA Images/Getty Images)

Tesla, Mercado Livre e outras empresas investem em bitcoin (SOPA Images/Getty Images)

Em queda de 65% neste ano, o bitcoin ainda é um investimento utilizado por empresas importantes como estratégia de tesouraria. A exposição à maior criptomoeda do mundo pode chegar à casa das 130 mil unidades – cada uma custa cerca de US$ 17 mil atualmente.

Ainda que o ano de 2022 tenha sido acometido por uma série de acontecimentos que empurraram a cotação do bitcoin para baixo, gerando prejuízos bilionários a investidores, empresas como Tesla e MicroStrategy não desistiram da criptomoeda.

O posto de maior investidora de bitcoin entre as empresas listadas em bolsa fica com a MicroStrategy. Neste ano, o CEO da empresa, Michael Saylor, até deixou o cargo para focar no investimento em criptomoedas. A empresa de inteligência empresarial possui 130 mil unidades de bitcoin em caixa, avaliados atualmente em US$ 2,1 bilhões, segundo dados do BuyBitcoinWorldWide.

Em segundo lugar fica a Galaxy Digital Holdings, com 40 mil unidades de bitcoin avaliadas em US$ 674 milhões. A empresa é comandada por Mike Novogratz, outro entusiasta das criptomoedas que gerou polêmica ao fazer uma tatuagem em referência à criptomoeda LUNA, que caiu mais de 99,9% no primeiro semestre de 2022.

A própria Galaxy Digital anunciou o prejuízo de US$ 300 milhões com a queda do projeto LUNA, que configurou um dos maiores colapsos da história das criptomoedas. No entanto, Novogratz segue confiante no potencial da tecnologia e de criptomoedas mais estabelecidas, como o bitcoin.

A Voyager Digital fica em terceiro lugar, com 12.260 BTC. A empresa iniciou seu processo de falência em 11 de julho, depois de ter congelado os ativos de seus clientes e interromper as negociações de sua plataforma, alegando “condições de mercado”. Desde então, outras empresas importantes do setor entraram em uma disputa para comprá-la. A Binance, maior corretora cripto do mundo em valor de mercado, deve comprar a Voyager Digital por aproximadamente US$ 1 bilhão.

A empresa de mineração de criptomoedas Marathon Digital Holdings fica em quarto lugar, com 11.757 unidades de bitcoin, segundo dados do BuyBitcoinWorldWide. A criptomoeda faz parte dos negócios da empresa, já que a recompensa pela mineração de bitcoin é paga na própria criptomoeda. Por isso, é comum que empresas do setor tenham reservas significativas em bitcoin.

Atualmente, o bitcoin é a principal criptomoeda minerada, já que a rede Ethereum, segundo maior blockchain do mundo, abandonou a mineração em setembro deste ano. Entre as 10 maiores redes, apenas bitcoin e a criptomoeda-meme dogecoin utilizam a mineração após a mudança, que foi realizada em busca de economia de energia elétrica e sustentabilidade.

Em quinto lugar fica a Tesla, do empresário Elon Musk. Anteriormente em segundo lugar no ranking, a Tesla realizou uma grande venda de bitcoin durante 2022, mas manteve a exposição com 10.725 unidades. O patrimônio da Tesla em bitcoin é avaliado atualmente em US$ 180,7 milhões, segundo dados do BuyBitcoinWorldWide.

A Coinbase, única corretora de criptomoedas listada em bolsa, fica em sexto lugar. Com 9 mil unidades de bitcoin, a empresa enfrenta uma queda de 86% em suas ações ao longo de 2022, ano marcado por acontecimentos negativos no setor. O último deles, a queda da FTX, ameaçou diretamente a empresa, já que ambas são corretoras. O caso gerou desconfiança e medo por parte de investidores nas empresas do gênero, que além de oferecer o serviço de negociação, também podem realizar a custódia de ativos.

Para completar o top 10, empresas como Hut 8, Block, do cofundador do Twitter, Riot Blockchain e Bitcoin Group também investem quantias significativas em bitcoin, na casa dos milhares de unidades. Confira a lista completa das 10 empresas listadas em bolsa que mais investem em bitcoin:

1. MicroStrategy – 130.000 BTC
2. Galaxy Digital Holdings – 40.000 BTC
3. Voyager Digital – 12.260 BTC
4. Marathon Digital Holdings – 11.757 BTC
5. Tesla – 10.725 BTC
6. Coinbase – 9.000 BTC
7. Hut 8 – 8.925 BTC
8. Block – 8.027 BTC
9. Riot Blockchain – 6.897 BTC
10. Bitcoin Group – 3.830 BTC

Além destas empresas, outro destaque fica para a argentina Mercado Libre, que controla o Mercado Livre e Mercado Pago no Brasil. O grupo possui 150 unidades de bitcoin avaliados em US$ 2,3 milhões e fica em 28º lugar no ranking, segundo dados do BuyBitcoinWorldWide.

Até quando você vai deixar de investir em crypto? Abra sua conta na Mynt e explore novas formas de investir sem medo. Clique aqui para desbloquear seu mundo crypto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptoativosCriptomoedasMercado LivreTesla

Mais de Future of Money

Análise: mercado cripto passa por 2ª semana de correção, mas tendência ainda é de alta

Receita Federal aperta cerco contra corretoras estrangeiras de criptomoedas; entenda

Itaú pode oferecer investimentos em cripto no Paraguai de olho em mineração de bitcoin no país

SEC suspende investigação sobre ether e anima investidores da criptomoeda

Mais na Exame