Future of Money

Paraguai pode suspender mineração de bitcoin após problemas com gasto de energia

Expansão de operações de mineração de criptomoeda se tornou problema para o país, que tem buscado combater atividades ilegais

Paraguai tem atraído operações de mineração de bitcoin (Foto/Reprodução)

Paraguai tem atraído operações de mineração de bitcoin (Foto/Reprodução)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 5 de abril de 2024 às 12h25.

Última atualização em 5 de abril de 2024 às 16h29.

Um grupo de 15 senadores do Paraguai apresentou nesta semana um projeto de lei que busca suspender a mineração de bitcoin e outras criptomoedas no país. A justificativa apresentada pelos legisladores é que a atividade tem causado problemas tanto de consumo energético quanto de práticas ilegais, devido à falta de regulamentação sobre o tema.

A proposta dos senadores com o projeto é de "proibir temporariamente a criação, conservação, armazenamento e comercialização de ativos virtuais ou criptoativos, criptomoedas e a instalação de centros de mineração de criptomoedas em todo o território paraguaio".

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

A princípio, a proibição duraria 180 dias ou até que o país criasse uma regulamentação específica para o setor. Apesar do amplo escopo da proposta, os próprios legisladores destacaram que a principal preocupação é a mineração de bitcoin, devido ao alto consumo energético das operações.

Na visão dos políticos, é necessário que o país crie uma infraestrutura capaz de suportar as operações de mineração sem afetar a atual rede de energia. No momento, o país tem enfrentado uma onda de calor que aumentou o gasto energético em todo o território, trazendo à tona discussões sobre a situação da infraestrutura do país na área.

Por outro lado, alguns integrantes do mercado de criptomoedas criticaram o amplo escopo do projeto. Na visão deles, a proibição ao armazenamento de criptoativos pode resultar na proibição de atividades como staking de ativos digitais ou até o armazenamento em carteiras digitais.

Ainda não se sabe se o projeto será aprovado pelo Senado do Paraguai. Entretanto, o grupo de senadores por trás da iniciativa representa um terço dos atuais 45 senadores do país, indicando que a proposta terá força para ser analisada pelos legisladores nos próximos meses.

Mineração de bitcoin no Paraguai

O Paraguai tem ganhado destaque internacional no mercado de mineração de criptomoedas devido à abundância de fontes renováveis de energia e com um custo baixo, garantindo mais lucratividade para as operações de mineração e evitando a associação do processo com impactos no meio ambiente.

Recentemente, autoridades do Paraguai anunciaram a criação de uma nova estratégia de combate à mineração ilegal de bitcoin no país. O Ministério Público e o Poder Judicial paraguaios serão os responsáveis por implementar o plano em meio a uma disparada de operações ilegais nos últimos anos.

Em um comunicado sobre o tema, as autoridades destacaram que a mineração ilegal de criptomoedas têm "afetado a qualidade do serviço de energia elétrica" no Paraguai. Nesse sentido, o país pretende "articular ações conjuntas voltadas para o combate às ligações irregulares no fornecimento de energia elétrica por pessoas que exercem atividade de criptomineração".

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:Mineração de bitcoinParaguaiBitcoinCriptomoedas

Mais de Future of Money

Ethereum bate recorde do ano frente ao real e atinge a cotação de R$ 20,6 mil após aprovação de ETFs

Criptomoedas meme ligadas a Donald Trump disparam até 150% após político defender setor

Argentina faz reunião com autoridades de El Salvador sobre adoção de criptomoedas

Anbima propõe novas regras para fundos investirem em criptomoedas

Mais na Exame