O que é frase semente e sua importância para a segurança de suas criptos

Entenda como funciona e como armazenar o conjunto de palavras combinadas por um algoritmo para garantir a segurança de suas criptomoedas na internet
Frases semente são parte crucial da segurança de suas criptomoedas no blockchain (MF3d/Getty Images)
Frases semente são parte crucial da segurança de suas criptomoedas no blockchain (MF3d/Getty Images)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 06/04/2022 às 18:07.

Última atualização em 06/04/2022 às 18:58.

Estamos na era digital e o mundo das finanças se transforma cada vez mais. Agora, temos moedas que vivem apenas em redes de blockchain e são transacionadas por meio de computadores e celulares, sem representação física. Mas, e na hora de guardá-las, como fazer para garantir sua segurança?

Em um mundo onde criminosos se especializam em tecnologia e vêem nela uma forma mais fácil de acessar um dinheiro que antes ficava em cofres, desenvolvedores precisam provar que o blockchain pode ser tão seguro quanto um Fort Knox.

Pensando nisso, a “frase semente”, ou seed phrase em inglês, é um importante mecanismo que permite o acesso à sua carteira digital e as criptomoedas que estejam guardadas nela. Ela é pessoal, intransferível e não pode ser modificada. Em conjunto com a carteira digital, a frase semente funciona de forma parecida com um gerenciador de senhas, pois é a responsável por ajudar a criar as chaves privadas necessárias para enviar e receber criptomoedas.

Composta de 12 a 24 palavras aleatórias extraídas de uma lista de 2.048 palavras simples, a frase semente surgiu e foi amplamente adotada após a Proposta de Melhoria do Bitcoin 39 em 2013.

A Proposta de Melhoria do Bitcoin 39 foi responsável por estabelecer um padrão de carteiras digitais que representa a maioria delas até hoje, e determina que uma frase inicial terá o controle de todas as chaves privadas mantidas na carteira. Além disso, este padrão fez com que as principais carteiras se tornassem compatíveis entre si. Sendo assim, mesmo com a perda ou exclusão de uma carteira, a frase semente pode ser utilizada para recuperá-la.

(Future of Money/Laatus/Divulgação)

A essa altura, a importância de manter sua frase semente em segurança já pode ter ficado bastante clara, mas existem outras implicações na perda dela. Caso você perca a sua frase semente e alguém a encontre, essa pessoa terá acesso a todas as suas criptomoedas. E, mesmo que ninguém a encontre, sem ela você também não poderá restaurar a sua carteira e pode, eventualmente, perder a capacidade de movimentar seu patrimônio.

Por conta do algoritmo que utiliza as palavras da frase semente como base para criar as chaves privadas de sua carteira digital, a frase semente não pode ser modificada. No mundo das carteiras digitais, não existe o botão “esqueci minha senha”. Logo, este conjunto de palavras precisa ficar guardado de forma segura e com fácil acesso (apenas para você). Caso contrário, você pode dar adeus às suas criptomoedas.

É por este mesmo motivo que a frase semente é composta de palavras simples, como “abacate”, “arara” “caju” e “deusa”, retiradas da versão em português da lista. Mesmo que um algoritmo vá transformá-las em bytes representados por números de código posteriormente, é preciso que as pessoas tenham a capacidade de memorizar ou transcrever corretamente a sua frase semente.

Ainda assim, memorizar de 12 a 24 palavras que não formam frases pode ser difícil até para os que têm a memória afiada. Por isso, ao longo dos anos, os entusiastas das criptomoedas criaram os métodos mais criativos para guardar suas frases semente.

Enquanto alguns escrevem partes da frase e guardam em lugares diferentes, outros podem gravar as palavras em placas de aço ou outros tipos de metal. No entanto, soluções foram desenvolvidas especificamente para isso, e atualmente é possível comprar uma carteira digital como as da marca Ledger, que são desconectadas à internet e guardam sua frase semente com segurança, ou optar por um método ainda mais seguro, como a custódia institucional com empresas como BitGo e FireBlocks.

Na última segunda-feira, 4, um usuário não identificado do Twitter preocupou milhares de investidores de criptomoedas quando contou que ao digitar sua frase semente errado, acabou entrando em uma carteira digital que não era sua. A publicação de “Sonic”, um pseudônimo, gerou uma série de respostas preocupadas com possíveis invasões hackers ao patrimônio guardado em carteiras digitais dos mais variados tipos.

“Acabei de digitar minha frase semente errado. E entrei em outra carteira”, publicou o usuário.

As carteiras de criptomoedas e as frases semente funcionam por meio de um algoritmo de criptografia que varia de protocolo para protocolo. O ECDSA é um dos mais utilizados, e faz o uso da criptografia de curva elíptica. A sigla significa Elliptic Curve Digital Signature Algorithm, ou Algoritmo de Assinatura Digital de Curvas Elípticas em português.

De acordo com o algoritmo, se levarmos em conta as 2.048 palavras disponíveis para montar uma frase semente de 12 palavras, o número de combinações possíveis seria 2048^12 = 2^132 e a frase teria 132 bits de segurança. No entanto, nem todos os dados de uma frase semente são aleatórios, portanto, a segurança real de uma frase semente de 12 palavras é de 128 bits, o que ainda é considerado extremamente seguro por especialistas em segurança de dados.

Um dos exemplos utilizados, é que seria necessário 4 bilhões de planetas terra onde 4 bilhões de pessoas possuíssem um computador cuja capacidade é mil vezes maior que a capacidade dos servidores do Google atualmente, para que fosse possível quebrar uma segurança desde tipo.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok