Mercado em queda é "saudável" para indústria de criptomoedas no longo prazo, diz CEO da Binance

Conhecido como “CZ”, o executivo da maior corretora cripto do mundo afirmou que o bitcoin funciona como moeda, valor mobiliário e commodity
Changpeng Zhao é o CEO da Binance (Bloomberg/Getty Images)
Changpeng Zhao é o CEO da Binance (Bloomberg/Getty Images)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 23/09/2022 às 17:11.

Última atualização em 23/09/2022 às 17:27.

Depois de ter atingido máximas históricas surpreendentes no fim de 2021, o mercado de criptomoedas despencou mais de 70%. Apenas em 2022, as perdas para o bitcoin, principal criptomoeda, chegam a 60%, de acordo com dados do CoinMarketCap. No entanto, nem todos estão pessimistas sobre este cenário.

O CEO da Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo em valor de mercado, afirmou que o mercado de baixa conhecido como “inverno cripto” pode ser “saudável” para a classe de ativos no longo prazo.

(Mynt/Divulgação)

Em uma conversa com o CEO da Messari, Ryan Selkis, na conferência “Mainnet” da última quarta-feira, 22, ele disse que um ciclo de quatro anos é “normal” e o mercado de baixa é mais “saudável” no longo prazo do que um ciclo interminável.

“As correções de preços são realmente boas”, disse, acrescentando que os investidores não devem olhar para os preços dos tokens como sinais de como o mercado de criptomoedas está indo.

Changpeng Zhao, mais conhecido como “CZ”, acredita que o setor cripto ainda está em suas fases iniciais e tem muito espaço para crescer. “Cripto é tão novo. Não estamos em um mercado saturado”, disse CZ.

Durante a conversa, ele sugeriu que os investidores analisassem o número de usuários que compram e usam criptomoedas, bem como o número de diferentes blockchains e projetos Web3. A Web3 é conhecida como a nova fase da internet e engloba a tecnologia blockchain, criptomoedas e NFTs.

CZ pediu ao público presente na conferência para “aguentar o inverno”, em uma referência ao termo “inverno cripto”, muito conhecido entre investidores para representar um mercado de baixas expressivas.

Para ele, o mercado de criptomoedas está realmente em um estado saudável, principalmente por conta o grande interesse de governos em todo o mundo para desenvolver regulamentações amigáveis à classe de ativos.

“Na verdade, vimos muito progresso na direção positiva das estruturas regulatórias”, disse CZ.

“Haverá algumas criptomoedas semelhantes a valores mobiliários, e talvez semelhantes a commodities e semelhantes a moedas, mas o bitcoin faz todos os três”, acrescentou, sugerindo que as estruturas regulatórias existentes podem não se aplicar.

Para o CEO da maior corretora cripto do mundo, os governos deveriam criar uma nova categoria regulatória especialmente para os criptoativos. No Brasil, tramita na Câmara um projeto de lei para regulamentar as criptomoedas. Outros países, como Estados Unidos, também avançam no tema.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok