Future of Money

Governo da Alemanha movimenta mais de R$ 2 bilhões em bitcoin e gera temor no mercado

Quantia bilionária da criptomoeda foi apreendida pela polícia alemã de um site ilegal de pirataria

Governo da Alemanha movimentou quantia bilionária de bitcoins (Reprodução/Reprodução)

Governo da Alemanha movimentou quantia bilionária de bitcoins (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 20 de junho de 2024 às 17h58.

O governo da Alemanha pegou o mercado de surpresa nesta quinta-feira, 20, após movimentar cerca de US$ 425 milhões (R$ 2,3 bilhões, na cotação atual) em unidades de bitcoin. A movimentação foi identificada pela empresa de inteligência de mercado Arkham Intel.

Analistas da empresa identificaram um endereço de carteira digital que possuía cerca de 6,5 mil unidades da criptomoeda e que foi identificado em investigações da empresa como pertencente ao Escritório da Polícia Federal Criminal da Alemanha. Já a transferência teria ocorrido nesta semana.

A movimentação chamou a atenção do mercado pelo volume significativo, o que gera temores de um possível impacto no preço do bitcoin em caso de venda. Entretanto, a investigação da Arkham constatou que uma parte significativa dos ativos foi transferido de volta para a carteira original logo após a movimentação.

Por outro lado, a empresa também informou que cerca de US$ 64 milhões não retornaram para a carteira digital original do governo alemão e foram divididos em duas carteiras nas corretoras de criptomoedas Kraken e Bitstamp.

Em geral, a transferência de ativos para carteiras digitais em corretoras indica uma intenção do dono das moedas digitais em vendê-las. Mesmo assim, não há como saber ao certo se o governo da Alemanha vendeu os ativos enviados às duas exchanges.

Em entrevista ao CoinDesk, Miguel More, CEO da Arkham, disse ainda que cerca de US$ 130 milhões em bitcoin foram transferidos para carteiras digitais classificadas como de "serviços", que tradicionalmente são usadas para guardar os ativos antes de vendê-los no curto prazo.

Apesar disso, também não há como saber se a intenção das autoridades realmente é se desfazer desse montante. Em janeiro deste ano, a polícia da Alemanha recebeu cerca de US$ 2 bilhões em bitcoins, equivalentes a 50 mil unidades do ativo, que foram cedidos voluntariamente pelos suspeitos de operar um site de pirataria digital.

Além da Alemanha, governos de países como os Estados Unidos e a China estão entre os maiores detentores da criptomoeda exatamente devido à apreensão em operações contra criminosos.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinAlemanhaCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Show com Lauryn Hill e Mano Brown no Allianz Parque lança NFTs comemorativos

Governo da Alemanha conclui vendas de bitcoin e soma R$ 15 bilhões arrecadados

Mais na Exame