Future of Money

G20 debate como blockchain pode ajudar na economia digital e segurança dos maiores países do mundo

Representantes das 20 maiores economias do mundo vão se reunir no Maranhão esta semana para debater como blockchain pode ajudar a combater fraudes digitais nas maiores economias do planeta

A digital map of the earth and huge network. (City Lights 2012 - Flat map -https://images.nasa.gov/details-GSFC_20171208_Archive_e001589 - Softwar:3dsMax, Adobe After Effects, and Photoshop) (Getty Images/Reprodução)

A digital map of the earth and huge network. (City Lights 2012 - Flat map -https://images.nasa.gov/details-GSFC_20171208_Archive_e001589 - Softwar:3dsMax, Adobe After Effects, and Photoshop) (Getty Images/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 11 de junho de 2024 às 11h27.

Tudo sobreBlockchain
Saiba mais

Representantes das 20 maiores economias do mundo vão se reunir no Maranhão esta semana para debater como blockchain pode ajudar a combater fraudes digitais nas maiores economias do planeta.

Isso ocorre, pois a tecnologia blockchain foi inserida na pauta de segurança digital como pauta da 3ª reunião do Grupo de Trabalho de Economia Digital do G20. Além disso, por meio de parceria entre o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) e o Ministério das Comunicações, na última segunda, 10, ocorreu um seminário sobre Segurança na Economia Digital, antecedendo os debates que serão abordados na reunião do G20.

O seminário também tratou das novas tecnologias, a exemplo da inteligência artificial e do blockchain, e como podem impactar na segurança e no desenvolvimento da economia digital, apresentando modelos de políticas públicas para conscientizar a população sobre segurança digital.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas do BTG Pactual e a curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

O tema é objeto de debate entre representantes de entidades públicas, privadas, do terceiro setor e da academia provenientes de diversos países.

“As oportunidades geradas pela crescente digitalização trazem, também, grandes desafios. A segurança digital tornou-se preocupação central, não apenas para proteger pessoas, dados e informações, mas igualmente para garantir a resiliência e a integridade de nossas economias”, disse o ministro-chefe do GSI, Marcos Antonio Amaro dos Santos.

G20

Os participantes trazem para o debate a troca de experiências bem-sucedidas para desenvolver a oferta de serviços públicos de qualidade por meio do governo digital, que garantam segurança para o tratamento dos dados dos cidadãos.

“Segurança no ambiente digital é fundamental nos dias de hoje e precisamos encarar esse debate. Ela é essencial para dar garantias para o desenvolvimento da economia digital, que tem um potencial fantástico de inclusão digital. Tenho certeza de que as nações podem encontrar um consenso mínimo sobre privacidade, segurança e liberdade no mundo digital”, afirmou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, que preside o evento com o ministro Amaro.

O seminário também trata das novas tecnologias, a exemplo da inteligência artificial e do blockchain, e como podem impactar na segurança e no desenvolvimento da economia digital, apresentando modelos de políticas públicas para conscientizar a população sobre segurança digital.

O evento conta com a participação de outros integrantes do poder público. Além do GSI/PR e do ministérios das Comunicações, participam os ministérios das Relações Exteriores; Ciência, Tecnologia e Inovação; Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, além do Banco do Brasil e da Telebrás. Participam ainda de entidades privadas como a Fiesp, o Cert.br/NIC.br e CNPD, e acadêmicos (UnB e UFSC).

Entre os participantes estrangeiros estão Liina Areng, diretora do projeto de segurança cibernética da União Europeia (EU CyberNet); Jeremy West, chefe de Segurança e Proteção Digital da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE); Craig Stanley-Adamson, chefe de Estratégia Multilateral do Departamento de Ciência, Inovação e Tecnologia do Reino Unido; Rajesh Kumar, chefe da delegação da Índia no G20; Santiago Paz, especialista sênior do Setor de Cibersegurança do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID); e Ibrahim Alfuraih, consultor da Arábia Saudita.

As grandes plataformas de internet, como Google, Microsoft, Amazon, Huawei e Cisco, também contam com participantes em diversos painéis.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas do BTG Pactual e a curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:BlockchainG20

Mais de Future of Money

O que um vencedor do Nobel de Economia pensa sobre criptoativos? Uma análise sobre confiança

A maturidade do mercado de criptoativos no cenário brasileiro

Chiliz muda blockchain após perda de espaço e queda de fan tokens

Liquidez no mercado de criptomoedas meme atinge maior nível da história

Mais na Exame