Startup brasileira de cripto e blockchain cresce 10 vezes em 2020

Bitfy registra mais de 25 milhões de reais em transações no seu aplicativo, planeja expansão internacional e que triplicar usuários até abril de 2021
 (krisanapong detraphiphat/Getty Images)
(krisanapong detraphiphat/Getty Images)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 17/12/2020 15:58 | Última atualização em 17/12/2020 15:58Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Lançada em dezembro de 2019, a Bitfy, que oferece uma carteira de bitcoin multiuso, está "surfando" na onda dos criptoativos. Em um ano em que o principal ativo digital do mundo subiu 230%, a empresa seguiu o embalo e acumula crescimento de 10 vezes nos últimos 12 meses.

A startup, que usa a tecnologia blockchain e oferece serviços com criptoativos, já transacionou mais de 25 milhões de reais em seu aplicativo, lançado em janeiro de 2020. Segundo a empresa, o app "ultrapassou o break even e, só nos últimos três meses, cresceu 40% por mês".

"O mundo está convergindo para a digitalização do dinheiro e isso está completamente relacionado à maneira que iremos utilizá-lo, envolvendo sempre a discussão de até onde as criptomoedas terão a utilidade atual se as nações conseguirem ser completamente digitalizadas. Nosso crescimento está diretamente ligado à essa mudança de pensamento”, comentou Lucas Schoch, CEO e fundador da fintech.

À EXAME, Schoch detalhou algumas das conquistas da empresa neste primeiro ano de atuação, como a parceria com a Cielo, que permitiu o uso de bitcoins em mais de 1,5 milhão de estabelecimentos e serviços digitais; a possibilidade de compra de bitcoin com boleto bancário; parcerias com deliveries como iFood, Evino e Rappi, além de outros grandes players de diferentes setores do mercado.

Em outubro passado, a Bitfy levantou 1,4 milhão de reais em investimento de rodada bridge liderada pela Urca Angels, grupo brasileiro de investidores composta principalmente por ex-alunos do Instituto Militar de Engenharia (IME).

Nos próximos meses, a empresa pretende negociar uma rodada de investimentos Série A, e tem planos para iniciar sua expansão internacional: "Ganhamos fôlego para seguir com nossos projetos de democratização do uso do bitcoin, trazendo praticidade e segurança para esse mercado. O investimento é essencial para seguir com o lançamento de novas soluções e produtos que preparamos para os próximos meses”, disse Schoch.

Atualmente, a Bitfy possui cerca de 30 mil usuários cadastrados, mas a expectativa da empresa é chegar a 100 mil usuários até o final de abril de 2021.