Acompanhe:

O bitcoin e as principais criptomoedas do mercado são negociados “de lado”, ou seja, sem grandes variações nesta sexta-feira, 23. O setor, que movimentou cerca de US$ 65,8 bilhões nas últimas 24 horas, sinaliza possíveis correções de preço que não devem afetar otimismo do médio prazo, segundo especialistas.

No momento, o bitcoin é cotado a US$ 51.221, com alta de 0,3% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. Nos últimos sete dias, a principal criptomoeda recuou 1,7%, mas ainda mantém alta de 32,7% no último mês.

“Hoje apenas 1 milhão dos 19,5 milhões de bitcoins estão no prejuízo, de acordo com dados da Glassnode. Porém nos topos de mercado essa quantidade chega a praticamente zero, o que mostra que no longo prazo ainda existe bastante espaço para [o preço do bitcoin] subir e qualquer queda agora é apenas uma correção de preço”, disse Fernando Pereira, analista da BitGet.

O recuo do bitcoin para a faixa dos US$ 51 mil esta semana pode ser interpretado como um movimento de correção de preço e não deve comprometer a tendência de alta da criptomoeda, que alimentou o otimismo de especialistas e investidores em janeiro, com a aprovação dos primeiros ETFs de bitcoin à vista nos EUA.

Agora, as expectativas pelo halving, evento que corta a emissão do bitcoin pela metade, também colaboram para uma possível alta da criptomoeda em 2024.

“Com esse cenário em mente, podemos interpretar a recente queda como um movimento corretivo, ocorrência natural após as duas semanas seguidas de alta do bitcoin. Sob a ótica da análise gráfica, o recuo ainda pode se estender até a faixa de US$ 48 mil a US$ 50.500, sem que a tendência de alta seja comprometida, gerando potenciais oportunidades de compra antes da retomada da tendência de alta”, disse João Galhardo, analista de research da Mynt, plataforma de criptoativos do BTG Pactual, na última quarta-feira, 21, quando o bitcoin atingiu US$ 51 mil.

Galhardo ainda citou eventos positivos que podem impulsionar o preço do bitcoin este ano. De acordo com um relatório do Standard Chartered, a cripto pode chegar a custar US$ 100 mil em 2024.

"É importante destacar que essa correção não compromete os fatores positivos para o futuro, incluindo o aumento expressivo nos fluxos de entrada dos ETFs de bitcoin à vista, e eventos significativos como o próximo halving da rede Bitcoin, previsto para abril desse ano", concluiu.

Criptomoedas hoje

Além do bitcoin, o ether é cotado a US$ 2.995, com alta de 0,4% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. A segunda maior cripto do mundo chegou a ultrapassar US$ 3 mil durante a semana e ainda acumula alta de 36% nos últimos 30 dias.

De acordo com a Bernstein, a criptomoeda nativa da Ethereum pode se tornar a “queridinha” de investidores institucionais. Já os analistas da Kraken acreditam que o ether pode atingir seu maior preço da história em breve.

Ainda nesta sexta-feira, 23, a MATIC, criptomoeda nativa da rede Polygon, se destaca entre as 20 maiores do mundo por valor de mercado. No momento, a MATIC é cotada a US$ 0,98, com alta de 2,7% nas últimas 24 horas.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, MATIC e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG
Future of Money

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG

Há 4 horas

Análise: bitcoin pode fechar 3 semanas em queda e tendência de alta perde força
Future of Money

Análise: bitcoin pode fechar 3 semanas em queda e tendência de alta perde força

Há 5 horas

Itaú acredita em bitcoin como "propriedade digital" para investidores, diz head de ativos digitais
Future of Money

Itaú acredita em bitcoin como "propriedade digital" para investidores, diz head de ativos digitais

Há 6 horas

Queda para US$ 50 mil ou alta para US$ 100 mil: tendência para o bitcoin está dividida
Future of Money

Queda para US$ 50 mil ou alta para US$ 100 mil: tendência para o bitcoin está dividida

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais