Square divulga faturamento de US$ 3,51 bilhões com bitcoin

Em carta aos acionistas, a Square divulgou resultado com a criptomoeda 11 vezes maior que o mesmo período em 2020

A empresa norte-americana de serviços financeiros e pagamentos digitais, a Square, divulgou nesta quinta-feira, 6, um faturamento de 3,51 bilhões de dólares com a comercialização de bitcoin em sua plataforma no primeiro trimestre, apresentando um aumento de mais de 1000% em relação ao ano passado.

Em sua carta oficial aos acionistas, a empresa comandada por Jack Dorsey, divulgou os resultados financeiros de seu primeiro trimestre, demonstrando um faturamento impressionante. De acordo com o documento, a Square obteve um faturamento total de 3,51 bilhões de dólares, número 11 vezes maior que o apresentado no mesmo período em 2020. 

O faturamento bilionário da Square com o bitcoin resultou em um lucro bruto de 75 milhões de dólares no período, que representa cerca de 7,7% do lucro total obtido pela empresa durante o primeiro trimestre.

Sobre o aumento expressivo em seu resultado, a empresa explicou que o aumento do preço do criptoativo ao longo dos anos tem colaborado para o aumento da demanda dos clientes por bitcoin, fazendo com que o faturamento e lucro da Square aumentasse substancialmente. Entretanto, a Square deixou claro que esses valores nem sempre irão aumentar.

“O faturamento com o bitcoin e seu lucro bruto se beneficiaram de um aumento anual no preço do ativo e no crescimento na demanda dos clientes. Nos futuros trimestres, aceitamos que a receita proveniente do bitcoin poderá variar como resultado das mudanças na demanda dos clientes ou por conta de variações no preço de mercado do criptoativo”, afirmou a empresa no documento.

Além disso, a empresa também destrinchou os números do Cash App, seu serviço de pagamento móvel, demonstrando que sem as negociações da criptomoeda no aplicativo, sua receita e lucro seriam muito menores.

“O Cash App teve um forte crescimento no primeiro trimestre de 2021, gerando 4,04 bilhões de dólares em receita e 495 milhões de dólares em lucro bruto, aumentando 666% e 171% no ano, respectivamente. Excluindo o bitcoin, a receita do Cash App foi de 529 milhões de dólares no primeiro trimestre, representando um aumento de 139% no ano.”

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da Exame, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também