FTX recebe aporte bilionário, quebra recorde e quer comprar Goldman Sachs

Corretora de criptoativos é avaliada em quase 100 bilhões de reais em rodada de investimento e CEO sonha alto com aquisições

Fundada por Sam Bankman-Fried, a FTX, uma das maiores corretoras de criptoativos do mundo, anunciou o resultado de sua última rodada de investimentos, que levantou 900 milhões de dólares e avaliou a empresa em 18 bilhões de dólares - ou quase 100 bilhões de reais.

Com o objetivo de aumentar e desenvolver as relações da companhia com grandes empresas e expandir o alcance dos negócios da FTX além do horizonte dos criptoativos, a nova rodada de investimentos da corretora contou com a participação de mais de 60 investidores, incluindo grandes nomes como Softbank, Sequoia Capital, Paradigm, Alan Howard e a família de Paul Tudor Jones, um lendário investidor de Wall Street, que já demonstrou um grande interesse por esta classe de ativos.

A captação de quase 1 bilhão de dólares fez com que a FTX assumisse a primeira posição entre as maiores rodadas de investimento do setor de criptoativos, superando a rodada da Circle, que levantou o equivalente a 440 milhões de dólares.

De acordo com o comunicado oficial da companhia, a captação permitirá que a FTX expanda ainda mais sua oferta de produtos e aumente sua base de usuários, através de investimentos estratégicos e aquisições de outras empresas do setor, que podem contribuir para a expansão das linhas de negócio da companhia que vão além da corretora de criptoativos, como o FTX Pay.

“Estou extremamente emocionado com o apoio que recebemos. É nossa primeira grande captação de investimentos, mas por meio dela, formamos um conjunto de parceiros extremamente valioso... Estou animado para trabalhar com eles para fazer com que a FTX se torne a melhor empresa possível. Começamos como uma nova bolsa de derivativos há dois anos e esta rodada nos ajudará a continuar a construir uma visão maior e mais ampla do que a FTX pode se tornar”, disse Sam Bankman-Fried, CEO da FTX.

Planos ainda mais ambiciosos

Em uma entrevista recente concedida ao Financial Times, Sam Bankman-Fried, fundador e CEO da FTX, demonstrou um grande otimismo com a companhia, que pode crescer ainda mais com possíveis avanços em relação à regulamentação do mercado de criptoativos, afirmando que a aquisição de grandes players do mercado financeiro, como Goldman Sachs e CME Group podem fazer parte dos planos caso a FTX cresça o suficiente.

“Se formos a maior bolsa, [comprar Goldman ou CME] não está absolutamente fora de questão”, disse.

Além da FTX, outras corretoras de criptoativos anunciaram recentemente o resultado de suas mais recentes rodadas de investimento, que captaram milhões de dólares. No início do mês, o Mercado Bitcoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do Brasil, anunciou o resultado de mais uma rodada de investimentos, que avaliou a companhia em 2,1 bilhões de dólares e captou 200 milhões de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também