Future of Money

BTG aumenta recomendação em ether após ETFs e indica nova cripto; descubra qual

Para junho, plataforma de criptoativos do banco de investimentos divulga carteira recomendada com maior exposição ao ether e uma nova criptomoeda

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 4 de junho de 2024 às 17h26.

Última atualização em 4 de junho de 2024 às 18h15.

Tudo sobreCriptomoedas
Saiba mais

A Mynt, plataforma de criptoativos do BTG Pactual, divulgou recentemente a edição de sua carteira recomendada para junho. Após a aprovação dos primeiros ETFs de ether à vista nos Estados Unidos, a criptomoeda ganhou destaque, junto com um novo lançamento da plataforma do banco de investimentos.

De acordo com os especialistas da Mynt, maio foi um mês “favorável” para o mercado de criptoativos, com o bitcoin disparando e a aprovação dos ETFs de ether.

“Maio representou um período favorável para o mercado de criptoativos, com o bitcoin atingindo uma alta de até 23,42% desde o início do mês até o pico de US$ 71,9 mil. Além disso, houve crescimento significativo na capitalização total do mercado cripto, com um acréscimo superior a US$ 330 bilhões no mesmo período, indicando uma tendência de alta generalizada”, disse o documento, disponível na íntegra no site ou aplicativo da Mynt.

“Esse avanço é atribuído, em grande parte, às mudanças positivas na postura dos órgãos reguladores americanos em relação às criptomoedas, especialmente à Ethereum”, acrescentou.

Ethereum (ETH)

A carteira recomendada de junho para investidores conservadores aumentou a exposição sugerida em ether, a criptomoeda nativa da rede Ethereum. Em maio, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês), aprovou os primeiros ETFs de ether à vista no país. No entanto, eles ainda não começaram a ser negociados e não há previsão para isso acontecer no momento.

“Na Carteira Conservadora, reduzimos 5% da exposição em bitcoin para aumentar em ether. Entendemos que a aprovação das ETFs de ether à vista tem alto potencial de impulsionar o preço do ativo, especialmente caso tenha aderência de capital institucional como ocorreu com o bitcoin no início do ano”, disseram os especialistas da Mynt.

Render (RNDR)

A Render, criptomoeda que se destaca no setor de inteligência artificial e infraestrutura descentralizada (DePIN), foi listada recentemente na Mynt e já entra como recomendação para as carteiras indicadas de investidores de perfil moderado e sofisticado.

“Ao agrupar pessoas com poder computacional ocioso em uma rede a qual permite com que terceiros aluguem esse poder computacional, o protocolo Render possibilita com que mais pessoas e empresas treinem inteligências artificiais e renderizem imagens a um baixo custo”, justifica o documento.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:EthereumCriptoativosCriptomoedasBTG Pactual

Mais de Future of Money

Bitcoin ou ether: o que comprar após forte queda das criptomoedas?

Empresa brasileira usa tokenização para permitir investimentos em hits do piseiro

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Mais na Exame